segunda-feira, dezembro 31, 2007

Charge


domingo, dezembro 30, 2007

Cassol prioriza estradas

Nunca se investiu tanto em estradas como na atual administração. Os números deixam claro que o governador de Rondônia, Ivo Cassol, tem dado atenção especial a esse setor, assim como à segurança, saúde, educação e demais áreas. Foram quase 280 quilômetros de estradas asfaltadas, quatro obras de pavimentação asfáltica inauguradas, duas obras de asfaltamento iniciadas, construção de inúmeras pontes e bueiros de concreto, recuperação de aproximadamente quatro mil quilômetros de estradas de chão, recapeamento de cerca de 250 quilômetros de estradas que estavam em condição ruim de trafegabilidade e o investimento de mais de R$ 7,5 milhões com a aquisição de máquinas, caminhões e veículos. “No próximo ano os investimentos serão superiores”, adiantou. Cassol destacou que em apenas cinco anos, sua administração asfaltou quase a mesma quantidade de quilômetros existentes em todo o Estado até 2002, quando as estradas estaduais asfaltadas correspondiam a 681,30 quilômetros. De 2003 ao final de 2007 foram asfaltados 639,26 quilômetros. “Esses números representam nosso trabalho”, afirmou, ressaltando que as obras geram emprego e renda.

Show pirotécnico em MT

Pela primeira vez a prefeitura Municipal de Lucas do Rio Verde (MT) vai proporcionar aos luverdenses um show pirotécnico na virada de ano. O evento que está sendo organizado pela secretaria de Esporte, Lazer e Turismo será no Lago José Ernani Machado.

Charge


Graciosa tem réveillon

Com a queima de uma tonelada de fogos de artifícios no show pirotécnico e 15 atrações musicais, o Réveillon 2007, na praia da Graciosa, em Palmas (TO), espera receber 25 mil pessoas. O público terá uma festa especial, voltada principalmente para a família. As bandas, de diferentes estilos musicais, apresentarão sua performance no palco que será transmitido em quatro telões montados na praia. A festa está programada para iniciar a partir das 19h e só terminará às 6 horas da manhã do dia 1º de janeiro de 2008.

Abrajet amplia quadro

A Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo -Abrajet -Tocantins reuniu seus associados e convidados para um jantar de confraternização neste final de ano, em Palmas. Na oportunidade, o presidente da entidade, Belmiro Gregório, agradeceu a colaboração e participação dos associados em todos os projetos desenvolvidos pela associação, direcionados à promoção do turismo do Estado. Além dos membros efetivos da Abrajet, o jornalista fez questão de reconhecer o apoio dos parceiros que têm colaborado para que os trabalhos sejam concretizados. O sucesso foi creditado aos veículos de comunicação, Sebrae, Fieto, Governo do Estado e prefeitura de Palmas. A exemplo da Abrajet Nacional que tem cadeira efetiva no Ministério do Turismo, através do Conselho Nacional, a Abrajet-Tocantins integra o Fórum Estadual de Turismo e o Conselho Municipal de Turismo de Palmas. Juntamente com as outras entidades diretamente ligadas ao desenvolvimento do turismo, muitas ações estão sendo realizadas visando fortalecer a infra-estrutura do setor, direcionando recursos e auxiliando a (Agência de Desenvolvimento Turístico) na elaboração de projetos. Destaque para o Prêmio Azuis de Turismo, idealizado pela Abrajet, visando chamar atenção para a o uso adequado daquele Rio, considerado o menor do mundo, com apenas 147 metros, de acordo com registro no Guiness Book. O projeto foi aprovado por unanimidade pelas entidades que integram o Fórum Estadual de Turismo, e, depois de sua primeira edição, deverá se repetir anualmente, buscando premiar pessoas, empresas, órgãos públicos, enfim, todos aqueles que têm colaborado para o desenvolvimento do turismo do Tocantins, sem sacrificar a natureza, o maior patrimônio do Brasil. Outro destaque da entidade é a Caravana do Turismo, que consiste em apresentar as potencialidades turísticas do Estado aos demais jornalistas que não fazem parte da associação. Além disso, o projeto visa alertar e fornecer informações às administrações municipais sobre a importância da preservação de seus atrativos, que preservados, poderão transformar-se em mais uma fonte de economia e geração de empregos para o município . Este trabalho está sendo reconhecido e citado nas reuniões do Conselho Nacional da entidade. O presidente da nacional, Cláudio Magnavita dedica atenção especial aos associados tocantinenses, pela união e pelo trabalho profissional dos jornalistas. Este reconhecimento rendeu ao Tocantins dois assentos no Conselho Nacional da Entidade: no Conselho de Ética, Belmiro Gregório e como Coordenador Nacional da Região Norte, Luis Pires. No último Congresso Nacional realizado no Rio, Arlete Carvalho foi escolhida para fazer parte da revisão do Estatuto da Entidade Nacional. Estes avanços poderão garantir novas conquistas para o turismo tocantinense nos próximos anos. Novos jornalistas deverão filiar-se na Abrajet-TO neste ano de 2008. Muitos ofícios solicitando ingresso na entidade já estão sendo analisados pela Diretoria Executiva. Neste sentido, seguindo normas estatutárias, o interessado deverá ser Bacharel em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, além de ter material sobre turismo publicado em veículos de comunicação. É sempre bom lembrar aos interessados: "Não confunda promover turismo, com praticar turismo". Esperamos que os novos integrantes apresentem alternativas para que o destino Tocantins seja descoberto e apresente seu potencial para o mundo, com responsabilidade, profissionalismo e respeito à natureza. (Belmiro Gregório).

Turismo em Linhares

A maioria dos leitores só conhece um destino turístico do Espírito Santo, além de Vitória. Guarapari, com areias monazíticas recomendada pelos médicos na cura de diversas doenças. Guarapari tem uma praia ótima e muito procurada para turismo e freqüentada em sua maioria por mineiros. Além de Guarapari, pouca gente conhece outros pontos turísticos do Estado, e entre eles Linhares, que se destaca pela beleza de suas praias, excelentes para a prática de esportes radicais. Linhares está localizada a 130 quilômetros ao norte de Vitória, à margem da rodovia BR 101. Possui uma das maiores reservas naturais da Mata Atlântica, a reserva de Goitacases. Cidade planejada com largas ruas e amplas avenidas bem pavimentadas, plana e cercada por árvores, que abrigam pássaros de beleza exuberante, alguns em extinção.Em turismo, o município proporciona atraentes praias onde o sol é intenso. A praia de Povoação tem ondas enormes e fortes, ótima para a prática do surf. A praia do Pontal do Ipiranga, coberta por restinga, habitat das tartarugas na época de desova com vegetação com o ecossistema preservado pelo estado. A praia de Barra Seca há 60 quilômetros ao norte de Linhares é a única praia oficial de naturalismo do Espírito Santo. Tem um visual deslumbrante, e como esta localizada em uma ilha, o acesso é por meio de embarcações pelo rio Ipiranga. O projeto Tamar que promove pesquisas e atividades de educação ambiental e o manejo de conservação de tartarugas fêmeas dos filhotes e dos ninhos onde as tartarugas-de-couro desovam. É uma reserva com 37 quilômetros de praias protegidas belas bases da população. No Centro de Visitantes, ótima opção turística, os turistas podem admirar um aquário com diferentes espécies, além de exposições e vídeos. Juparanã com 30 quilômetros é a maior lagoa em volume de água do Brasil e a segunda em extensão, possuindo áreas de camping e diversas praias: Três Pontas, Floresta, Praia do Caju, e Praia do Minotauro. A pesca é uma atração imperdível, com dourados, carpas, tilápias, robalos e um por de sol maravilhoso.Lagoa Nova, com águas cristalinas. As atrações: pesca submersa e passeios de lanchas. Fica localizada a 18 quilômetros do centro de Linhares. O Delta do rio Doce é outra atração. Um espetáculo natural que atrai centenas de visitantes. Cachoeira de Angeli, outra atração com um visual magnífico, rodeada pela Mata Atlântica com orquídeas e bromélias. Espírito Santo é um Estado excelente para o turismo. Não é só Guarapari. (Pedro Torre).

sábado, dezembro 29, 2007

Aeroportos: Brasília em terceiro

O aeroporto de Val-de-Cans em Belém (PA) ultrapassou a barreira de dois milhões de passageiros no ano. A marca ocorreu às 5h20 do ultimo dia 15. É um componente importante no índice de crescimento econômico da cidade. Val-de-Cans volta a liderar em movimento de passageiros na região Norte. É o 12º no país. Ultrapassou o de Manaus que há dois anos ocupava essa posição. Eis a ordem, de acordo com a Infraero: Congonhas, Guarulhos, Brasília, Galeão, Salvador, Porto Alegre, Confins, Recife, Curitiba, Fortaleza, Santos Dumont e Belém.

2007 na política


Mônica Veloso, pivô do escândalo do ano

Réveillon na Amazônia

Para quem deseja passar o Ano Novo com a família, seja curtindo os fogos na Praia da Ponta Negra, no conforto de hotéis ou cruzeiros e ainda desfrutar de toda a beleza amazônica, não pode perder as dicas para o fim de ano.E para brindar a chegada do Ano Novo com muita paz, alegria e descontração a Editoria Mães e Filhos do site Tribo Feminina fez uma relação das principais festas que prometem agitar o Réveillon de Manaus (AM). Confira:Praia da Ponta Negra. Muita música, dança e cultura estão reservadas para as duas festas de fim de ano promovidas pela Prefeitura em Manaus, a da Praia da Ponta Negra e a da avenida Itaúba, em São José. A programação já está pronta e deve ter início às 19 horas do dia 31 de dezembro, terminando na manhã do primeiro dia de 2008.Já na avenida Itaúba, as manifestações mais genuínas da cultura local devem dar a tônica do ritmo familiar em uma festa que promete ser das melhores.ProgramaçãoDia 31 de dezembro19h15 – 19h50: Abertura com a Orquestra da Banda da Polícia do Exército20h00 – 20h30: Heraldo Bandeira e Banda (Show de Rock)20h35 – 21h05: Simone Ávila (MPB Show “Vida bela Vida”)21h10 – 22h10: Rodrigo Ranielli e Banda (Show Country)22h15 – 22h35: Clécio Brasil (Toada)22h40 – 23h00: Fábio Casagrande (Toada)23h05 – 23h25: Kamayurá (Toada)23h30 – 23h50: Ricardo Lyra (Toada)Dia 1º de janeiro00h00 – 00h10: Queima de fogos com participação de todos os artistas no palco00h10 – 00h30: Momento Especial: Zezinho Corrêa e Banda00h35-01h35: Samba e Marchinhas de Carnaval01h40 – 02h40: Grupo Insensatez (Pagode)02h45 – 03h40: Júnior e Banda (Todos os ritmos)03h45 – 04h45: Gang do Forró Tropical Hotel ManausO Tropical Hotel Manaus vai homenagear a sétima arte no Réveillon deste ano. Com o tema “Cine Tropical”, a festa será dividida em dois ambientes: na área da piscina Vitória Régia, incluindo o salão Solimões, sob a coordenação do próprio hotel, e no pier, na badalação organizada pela M1 Eventos. No pier do hotel vão se apresentar as atrações nacionais Oz Bambaz, Levada Louca, Mr. Catra e o Top DJ paulista Lalá. Pacote inclue ceia e café da manhãPara uma noite apenas, de 31 de dezembro a 1º de janeiro, o pacote oferece café da manhã e preços que variam de R$ 735 (apartamento solteiro standard) a R$ 2.460 (quádruplo luxo), para os adultos. Para crianças até 12 anos os preços variam de R$ 223 (superior) a R$ 279 (nobre). Casal paga R$ 1.200, incluso o pernoite e mais a ceia do Réveillon e café da manhã.Forma de pagamento: pode ser em depósito antecipado total ou no cartão (Visa, Mastercard). ou Diners Club), em até quatro vezes, sem juros. Crianças com até dois anos incompletos, no mesmo quarto dos pais, não pagam hospedagem. Quem preferir participar apenas da ceia o preço fica em R$ 350, mais 10% de serviço, por pessoa. Esse preço inclui o jantar, vinho branco ou tinto, espumante e whisky Red Label.Ceia de Ano Novo: o Tropical Hotel Manaus está preparando uma ceia especial para o Ano Novo, com especialidades para todos os gostos. A festa de Revéillon no pier do Tropical reúne Oz Bambaz, Levada Louca, Mr. Catra e o Top DJ paulista Lalá. Quem preferir ficar na pista, o preço é R$ 60 (estudante). Para o camarote é R$ 150 (estudante), com direito a bufê. Iberostar Grand Amazon: o luxuoso navio levará você a um excitante cruzeiro pelos rios Negro e Amazonas, com todo conforto e excelente serviço de bordo. A aventura começa na cidade de Manaus, capital do Amazonas. O Iberostar Grand Amazon fará escalas em diversos pontos da selva amazônica a fim de realizar excursões em pequenos barcos que explorarão a densa vegetação virgem, onde as pessoas estarão em contato com as mais exuberantes espécies de árvores, plantas, animais exóticos e comunidades ribeirinhas. Atividades: entretenimento como caminhadas, aulas de dança e artesanato, pesca e instruções sobre fauna e flora locais. Passeios de canoa e excursões em lagos, igapós (floresta inundada) e igarapés (pequenos riachos). Shows de música ao vivo e festas temáticas à noite. Cabine Individual: adicional 50%.Política para crianças: Apenas crianças acima de 12 anos são permitidas a bordo.Jantar especial de Ano Novo: US$ 50.00 por pessoa.O que está incluído: hospedagem, pensão completa, drink de boas vindas, petiscos, bebidas alcoólicas ou não (nacional e internacional), cofre nas cabines, taxa de embarque no porto de Manaus, taxa de turismo e excursões com guias especializados.O que não inclui: Transportes, seguro de viagem, despesas pessoais e tudo o que não estiver descrito como incluído.Documentos necessários para embarque: Passaporte para estrangeiros e carteira de identidade para brasileiros (RG).* Máximo duas malas por pessoa* Sugestão de gorjetas mínimo US$ 12.00 por dia/por pessoa.* É proibida a entrada de pessoas trajando bermuda no restaurante Kuarup durante o jantar.Mais informações: 0800 286 6606.Hotel Ariaú AmazonTowers. Localizado no Rio Ariaú, aproximadamente a 60 km noroeste de Manaus. É o maior complexo hoteleiro de selva, suas torres de apartamentos são interligadas por passarelas, possui duas piscinas, duas torres de observação, auditório panorâmico para convenções com capacidade para 350 pessoas, dois restaurantes e quatro bares, salas de TV/Vídeo, salão de chá e praia fluvial em determinada época do ano (verão). Possui 271 apartamentos dispostos em sete torres.Pacotes para o Réveillon:- 4 dias e 3 noites - R$ 1.368,00- 3 dias e 2 noites - R$ 1.081,00- 2 dias e 1 noite - R$ 782,00 - Saída do Pier do Tropical às 8h da manhã e retorno no dia 1º de janeiro às 14h.Haverão queima de fogos na praia ao som de música eletrônica, boi, carnaval e outros ritmos. As excursões e o traslado de 2h também fazem parte do pacote.Forma de pagamentoAceitam todos os cartões de crédito, em até três vezes, sem juros. Estão inclusos: hospedagem em apartamento com ar- condicionado, café da manhã, almoço, jantar e a ceia do Ano Novo. * O hotel cobra 10% de taxa de serviço sobre os valores dos pacotes descritos acima, nas despesas extras (telefone, bebidas etc) e nas excursões opcionais.Para criança até 10 anos é grátis desde que no mesmo apartamento dos pais ou responsáveis, até duas crianças.- Noite extra US$ 130.00 + 10% por noite por apartamento- Visita com almoço US$ 130.00 + 10% por pessoa.

Falta moeda na Amazônia

Está faltando moeda estrangeira nas casas de câmbio de Manaus (AM). Quem pretende viajar neste período e quer levar euro ou dólar em quantidade, está encontrando dificuldade.

Lula perdeu a CPMF!


2007 em imagem


Brasil 08


Charge


Turismo

Importantes eventos acontecerão de janeiro a abril do próximo ano no Brasil e exterior Veja: BTL, de 16 a 20/1, em Lisboa; Florida Huddle, de 27 a 28/1, em Tampa, EUA; Fitur, de 30/1 a 3/2, em Madri; Workshop CVC, de 20 a 21/2, em São Paulo; Bit Milão, de 21 a 24/2, na Itália; Lactte, de 25 a 27/2, em São Paulo; ITB, de 5 a 9/3, em Berlim; Fistur -Abresi, de 10 a 12/3, no Anhembi-SP; 21º Cihat, de 10 a 12/3, no Anhembi -SP; 3º Minas Tur, dia 13/3, em Belo Horizonte; Globe 8 Travel Exhibition, de 13 a 15/3, em Roma; 2ª Feira Rio Interior de Turismo, dias 14 e 15/3, em Cabo Frio (RJ); 14º Salão Profissional de Turismo Abav - PR, dias 11 e 12/4, em Curitiba; Fórum Panrotas, dias 18 e 19/3, em São Paulo; 29º Encontro Braztoa, dias 27 e 28/3; 17º Encontro Ancoradouro, de 3 a 6/4, em Águas de Lindóia (SP); 4º BNTM, de 10 a 15/4, em Salvador (BA).

sexta-feira, dezembro 28, 2007

Insensatez!

Charge

Cassol na FM Rondônia

Na FM Rondônia, em entrevista exclusiva ao advogado Arimar de Sá, o governador de Rondônia, Ivo Cassol, fez balanço do primeiro ano de seu segundo mandato.Como prioridade para o ano que vem, o governador destacou a conclusão do hospital regional de Cacoal e o anel viário de Ji-Paraná, o saneamento básico e o convênio para a rede de expansão de rede de abastecimento de água e coleta de tratamento de esgoto, onde o Estado entrará com uma contrapartida de R$ 170 milhões. Na entrevista, Cassol abordou questões como o caso do Banco do Estado de Rondônia (Beron), em que fez questão de destacar que a suspensão da dívida do banco foi a maior conquista deste ano para o povo de Rondônia.Cassol disse ainda que se não houver a suspensão da dívida todo mês, vai entrar com processo contra o governo federal. “Recebi uma proposta do Ministro da Fazenda Guido Mantega de aumentar a dívida e tomar dinheiro emprestado. Eu não quero esmola. quero pagar a dívida, mas o que é de direito. Se em janeiro a dívida for cobrada, vamos entrar com ação moratória contra a União”, declarou o governador.Cassol comentou as ações realizadas no ano de 2007, sobre a prestação de contas, Usinas do Madeira, rodovias, construção do Centro Político Administrativo (CPA) e outros investimentos nos demais setores do estado. “Só este ano foram pavimentadas com recursos próprios e entregues mais de 100 quilômetros de estradas, interligando os municípios à BR 364 e a outras cidades de difícil acesso”, completou.“Eu me sinto feliz de chegar até aqui com tantas obras realizadas com sucesso. Estamos fechando 2007 com chave de ouro, mas isso não dá direito de acomodação. Precisamos continuar trabalhando para melhorar ainda mais. Nossa equipe de governo já está se preparando para 2008”, salientou.Como prioridade para o ano que vem, o governador destacou a conclusão do hospital regional de Cacoal e o anel viário de Ji-Paraná, o saneamento básico e o convênio para a rede de expansão de rede de abastecimento de água e coleta de tratamento de esgoto, onde o Estado entrará com uma contrapartida de R$ 170 milhões.Durante o programa, um ouvinte da Rádio Rondônia perguntou ao governador sobre a sua posição de enfrentar os desafios de frente. Cassol foi categórico em dizer que, se for para defender o bem público e a melhoria da qualidade de vida do povo de Rondônia enfrentaria o mundo inteiro. O que a gente não pode ser é omisso e prevaricar. O governador é que tem que se expor, porque quem votou em mim foi o povo”, finalizou.

Férias aproveitadas

Estamos em pleno período de férias, que deveriam ser aproveitadas e vividas intensamente, e não como período de morte como está acontecendo nas estradas que cruzam o Brasil, com aumento considerável de acidentes fatais.Não vamos somente culpar as estradas. A velocidade, a bebida, a falta de atenção ao dirigir são as maiores culpadas dos violentos desastres que todos os dias assistimos na televisão, lemos nos jornais que publicam fotos horripilantes. As estradas não matam ninguém sejam elas com pavimentação perfeita ou esburacada. Elas ficam anos e anos sem causar mal nenhum. E só matam quando os veículos não respeitam a sinalização, abusam em correr mesmo sabendo e vendo os buracos.As estradas também não são culpadas se o motorista dirige bêbado ou drogado. Elas aceitam qualquer carro, ônibus, caminhões e motocicletas, o que elas não aceitam é a imprudência, a falta de educação de pessoas que acham que podem circular acima da velocidade, tentar ultrapassagem, esta sim, perigosa, os carros mal conservados e sem manutenção, e mesmo com o aviso de curva, continuam com o ritmo acelerado do veiculo.O resultado nós vemos todos os dias. As férias foram feitas para descanso e para ficar uns dias curtindo. Não foram feitas para disputar corridas. Não foram feitas para ter pressa. Foram feitas para o benefício pessoal e para desfrutar de dias em cidades diferentes. Na praia, para praticar esportes, não fazer nada e passar com a família, amigos ou em excursão e aproveitar o tempo.Não vamos culpar as estradas, vamos dirigir com atenção...(Pedro Torre).

Ariaú, o espetáculo da Amazônia

O Ariaú Amazon Towers Hotel, construído sobre palafitas ao nível das copas das árvores - técnica muito utilizada pelos nativos, têm sua arquitetura regional única na região. Em seu complexo hoteleiro possui 08 torres incrustadas sobre a Selva Amazônica com localização estratégica, o qual se pode confortavelmente dos aptos., desfrutar de fascinantes vistas da exuberante selva e toda a biodiversidade do lugar. Todos os aptos. e suítes são equipados com toda a segurança, conforto e privacidade, além das fantásticas casas do Tarzan com estrutura desenvolvida para circundar as frondosas árvores centenárias de modo que confortavelmente o hóspede possa sentir de perto a Natureza em abundância.Para o deleito de seus clientes e hóspedes, o Ariaú Amazon Towers Hotel dispõe uma estrutura de lazer e entretenimento, equipada para a prática de culto ao corpo, como sala de ginástica, piscina, quadra de futebol society, pista de cooper e caminhada (8Km de passarelas incrustadas na selva sobre as copas das árvores), além de restaurantes, bares, cyber officce, bicicletas, carrinhos elétricos (golf cards), helicópteros, lanchas, canoas, barcos regionais, iate com 42 metros, etc. Os pacotes de hospedagem oferecidos pelo Ariaú Amazon Towers Hotel (AM), incluem para sua conveniência e praticidade, atividades na selva como: Passeios de canoa, pescaria, visita à casa de nativos, focagem de Jacaré, pesca de Piranha dentre outros. A deliciosa culinária regional é desenvolvida com maestria pelo Chef, utilizado principalmente o pescado nobre da região.

Anel terá recursos do MT

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, anunciou ao governador Ivo Cassol, através do superintendente do estado no DF, Sandro Bergamim,e do diretor do Dnit, Miguel de Souza, a liberação de recursos do próprio Ministério de R$ 8 milhões para as obras de construção do anel viário do município de Ji-Paraná (RO).O convênio deverá ser assinado nos próximos dias com o estado de Rondônia, que oferecerá contrapartida da ordem de 10 por cento do valor total.A obra desafogará o trânsito de carretas que circulam na cidade.

Turismo sofre cortes

Como o turismo no Brasil, no entender do governo, foi o primeiro Ministério a perder verba com o fim da CPMF.O turismo que tinha para 2008 a quantia de R$ 6,7 bilhões, ajudado pelos parlamentares para que Marta Suplicy pudesse estar na mídia para as próximas eleições, o orçamento deverá ser cortado drasticamente em mais de 5 bilhões de reais.O valor que está sendo proposto para o Ministério do Turismo é de aproximadamente R$ 1,5 bilhões, que será usado no pagamento de funcionários e em participações em pouca feiras de turismo que acontecem no mundo.A ministra Marta Suplicy que pretende se candidatar à Prefeitura da cidade de São Paulo conseguiu dos deputados verba extra, passando por cima das leis, injetaram no Ministério do Turismo R$ 900 milhões para o desenvolvimento da qualificação da mão de obra e outros $ 100 milhões para a divulgação do turismo no Brasil.O Senado Federal também premiou Marta Suplicy com duas emendas: uma de R$ 300 milhões e outra de R$ 400 milhões com a finalidade de aumentar os recursos do Prodetur.Isso mostra que mesmo com o beneplácito dos parlamentares em dotar o turismo com verbas, uma das maiores de todos os ministérios, o corte será cruel com o setor de turismo.O turismo poderia dar ao residente Lula o valor ou até mais da CPMF, mas o governo não se importa com um dos mais importantes setores de entrada de divisas no país.Mais quatro anos perdidos, o turismo não terá a divulgação necessária e o Brasil continuará deitado eternamente em berço esplêndido.(Pedro Torre).

quinta-feira, dezembro 27, 2007

Cassol faz balanço e anuncia investimentos

O governador de Rondônia, Ivo Cassol, anunciou que no mês de janeiro deverá assinar a licitação para a construção do Centro Político Administrativo (CPA) e também ressaltou que a União liberou o terreno para o Estado construir o teatro estadual, em Porto Velho.Como sempre ocorre a cada final de ano, Cassol fez na manhã desta quinta-feira, no auditório da Emater, em Porto Velho, um balanço das ações e atividades de sua administração em 2007 e projetou os investimentos e projetos para o ano de 2008. “Quando a coisa vai bem, o tempo passa depressa. Parece que foi ontem que assumi meu segundo mandato e já completei um ano. E foi um ano muito produtivo, com muitas lutas, muitas conquistas e muitos desafios superados. Quero agradecer a Deus, em primeiro lugar, por me dar forças pra continuar lutando, agradecer ao povo de Rondônia pela confiança e também dividir essas conquistas com toda a minha equipe, porque ninguém é bom sozinho”, destacou o governador. Cassol observou que foram várias obras executadas com recursos próprios, sem precisar tomar dinheiro emprestado ou atrasar pagamento de compromissos, a máquina estadual funcionou, atendendo aos cidadãos em todas as áreas e anunciou que em 2008 vai cobrar ainda mais empenho, dedicação e agilidade de sua equipe. “Tivemos um grande presente, com a suspensão da dívida do Beron, mas vamos manter os pés no chão para trabalharmos por Rondônia ainda mais, fazendo com que essa economia possa render vários benefícios para o nosso povo”, disse. Segundo o governador, parte da economia com o fim dos descontos da dívida do extinto Beron serão utilizadas para conceder aumento de salário, “mas, com responsabilidade, para não criar problemas para o futuro dos estatutários, quando forem se aposentar”, frisou ele, acrescentando que todas as áreas serão beneficiadas com a divisão desses recursos, priorizando a continuidade das obras de pavimentação asfáltica das rodovias estaduais. Cassol também destacou o clima de respeito e harmonia entre os poderes, acentuando que o Executivo tem prestigiado aos deputados estaduais, com a liberação de emendas inclusive para os deputados em seu primeiro mandato. O governador anunciou que no mês de janeiro deverá assinar a licitação para a construção do Centro Político Administrativo (CPA) e também ressaltou que a União liberou o terreno para o Estado construir o teatro estadual, em Porto Velho. Cassol disse ainda que o Governo vai ser beneficiado com dois convênios da Suframa, um no valor de R$ 10 mi, para a substituição de pontes de madeira por galerias de concreto e um outro, no valor de R$ 1 milhão, para a aquisição de 10 tratores de pneus para integrarem a frota do Programa de Mecanização Agrícola (Promec).

Farra no Legislativo

A nova Câmara dos Deputados mantém a tradição de torrar a verba indenizatória, mais agora com um pouco mais de luxo. A deputada Marinha Raupp (PMDB-RO), por exemplo, gastou R$ 42,8 mil em abril na impressão de uma revista em cores, com 20 mil exemplares, para divulgar os seus três mandatos.

Charge


sábado, dezembro 22, 2007

Caminhos da Amazônia em rede nacional

Veja hoje às 21h, horário de Brasília, pela REDEVIDA, o canal da família, "Caminhos da Amazônia", um painel dos acontecimentos do 'planeta' Amazônia. Direção de Elpídio Amanajás, apoio da CNBB e entrevista exclusiva com o premiado sociólogo/jornalista paraense Lúcio Flávio Pinto.

Amazônia Legal

Uma versão atualizada do mapa integrado dos zoneamentos ecológico e econômico (ZEEs) dos nove estados da Amazônia Legal está disponível para consultas na página do Ministério do Meio Ambiente (MMA) na Internet.

RO: Comissão da Amazônia promete reunião

O deputado Lindomar Garçon (PV-RO), conseguiu aprovar na Câmara requerimento que pleiteia a vinda a Rondônia, no próximo ano, da Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional, para traçar um plano estratégico para as regiões de Porto Velho e Candeias do Jamari.

Praia revitalizada

A Prefeitura de Manaus (AM), por meio da Fundação Municipal de Turismo (Manaustur), anunciou uma série de obras que têm como objetivo revitalizar e humanizar a praia da Ponta Negra, Zona Oeste. As obras, que compreendem mudanças de infra-estrutura, paisagismo e urbanização da praia, estão previstas para ocorrer durante o ano de 2008.

Agentes de viagem

A maior festa de confraternização natalina do trade turístico do Ceará aconteceu em Fortaleza com a entrega do Troféu Abav-Ceará de Turismo 2007, realizada no último dia 14 . Colombo Cialdini, presidente da Abav-Ceará, fez um evento de nível. A festa do Oscar do turismo reuniu quase 400 pessoas que participaram de um coquetel e um jantar dançante. Antes da premiação, o presidente Cialdini fez um discurso e depois procedeu à entrega do troféu, aos agraciados: João Martins Neto, ex-presidente da Abav Nacional, a Nellie Lafuente, agente de viagem, e ao colunista José Mário Pinto. Seguiram-se sorteios de presentes de hotéis, companhias aéreas e operadoras.

sexta-feira, dezembro 21, 2007

Paratur 2008

A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) estabeleceu várias ações como prioridades previstas para 2008. Para divulgar e promover o Estado, a companhia definiu como ações a intensificação de campanhas publicitárias e de promoção turística do Estado. A divulgação será feita em veículos de comunicação, mídia alternativa e digital nos grandes mercados emissores e países e/ou estados vizinhos, a participação em eventos nacionais e internacionais, patrocínio de eventos, bem como a vinda de jornalistas especializados em turismo com o Programa Press Trip, e de operadores turísticos por meio de Fampress.Já na área de Fomento será dada seqüência ao trabalho de diagnóstico sócio-econômico dos municípios através dos Inventários Turísticos; a empresa construirá praças em Igarapé-Mirim e São Domingos do Araguaia, além da Estação Cultural e anexo em praça da cidade de Bragança. Também será criado uma Central Virtual de Negócios Turísticos, que funcionará como uma bolsa de negócios eletrônica via Internet.Outras ações são de fomento à iniciativa privada no setor de transporte aéreo regional e internacional, assim como do marítimo e fluvial. Por fim, os programas de qualificação dos prestadores de serviços turísticos continuarão ocorrendo, ao longo de todo o ano, nos seis pólos turísticos do Estado: Belém, Amazônia Atlântica, Araguaia Tocantins, Marajó, Tapajós e Xingu.

Tropical tem Carnaval

Com jardins internos, saunas, piscinas, quadras de tênis e de vôlei, salão de jogos, sala de recreação infantil, room service 24h e agência de excursões, o Tropical Tambaú pode ser considerado um dos mais bem estruturados hotéis em João Pessoa. Em ritmo de renovação, o hotel já recebeu uma vigorosa revitalização na fachada, desgastada com a maresia, e já se prepara para receber os foliões no começo do ano que vem.O pacote para o Carnaval contempla quatro diárias – de 02/02/08 a 06/02/08 –, café da manhã no restaurante do hotel e jantar temático nas noites 02, 3, 4 e 5 de fevereiro de 2008. Em apartamento standard para casal ou duas pessoas, saindo por R$ 1.344.Para mais informações e condições de reservas consulte seu agente de viagem, acesse o site da Tropical Hotel: www.tropicalhotel.com.br ou ligue na central de atendimento grátis 0800 70 126 70.

quinta-feira, dezembro 20, 2007

Charge


Fortaleza no concurso de Caras


A Fortaleza de São José de Macapá concorre com outros trinta monumentos ao concurso da revista Caras

Charge


Confraternização do Sincor

Realiza-se hoje, a partir das 18h, na sede própria do Sindicato dos Corretores de Seguros de Rondônia, em Porto Velho, o coquetel de confraternização da categoria com o mercado de seguros. O ato presidido por Geraldo Ramos, dirigente do Sincor e diretor da Fenacor, deverá contar com a presença da diretoria e representantes das principais seguradoras que atuam na região, entre elas, Bradesco Vida e Previdência, Itau Seguros, Mapfre, Sul America etc.

quarta-feira, dezembro 19, 2007

Mérito 2007


O Plaza São Rafael Hotel e Centro de Eventos recebeu em Porto Alegre (RS), pela oitava vez consecutiva, o prêmio Mérito Lojista 2007, da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas. A solenidade foi realizada no Plaza São Rafael

BB bagunça

Uma correntista do Banco do Brasil faleceu em 12 de setembro. Sua família deu baixa na conta, com certidão de óbito, mas, mesmo assim, o BB enviou a ela um novo cartão Ourocard e um aviso: seu nome está na Serasa.

Cassol e Senado derrotam Lula

Solidária com o senador Expedito Jr. (PR-RO), um dos dissidentes da base governista na votação da CPMF, a oposição e o governador Ivo Cassol ajudaram a impor uma nova derrota ao governo Lula, desta vez com o apoio até do líder do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), primeiro na comissão de Assuntos Econômicos e depois no Plenário, com a aprovação de decreto legislativo que suspende o pagamento mensal do serviço da dívida do extinto banco do estado de Rondõnia (Beron) com o Tesouro Nacional, de R$ 12 mi.

terça-feira, dezembro 18, 2007

segunda-feira, dezembro 17, 2007

Novo perfil

O líder da bancada do PMDB, Valdir Raupp (PMDB-RO), consolidou seu prestígio no Senado. Abriu mão da disputa pela presidência e ajudou a viabilizar a eleição de Garibaldi Alves, se fortalecendo como interlocutor do governo Lula.

Cassol inaugurou asfalto

Marcando a sua administração como a que mais realizou obras de asfaltamento em Rondônia, o governador Ivo Cassol entregou neste domingo (16) a terceira obra de asfaltamento este ano: o asfaltamento da RO-370, no trecho da RO-399, em Colorado do Oeste, até o município de Cabixi. No mês de outubro foram inaugurados os asfaltamentos das ROs 481, de Nova Brasilândia a São Miguel, e da 459, ligando Rio Crespo a BR-36. Juntas as três rodovias somam mais de 100 quilômetros de asfalto entregues à população somente neste ano, com investimentos próprios do Estado em torno de R$ 45 milhões. “Assumi o compromisso com a população local e não poderia deixar de cumprir. Essa obra é toda executada com recursos próprios, graças à responsabilidade que tratamos o dinheiro público, economizando e definindo as prioridades de investimento”, explicou o governador. Cassol fez ainda a entrega de 48 carteiras de passe livre a idosos e deficientes. Às 9h Cassol e autoridades descerraram a placa inaugural da obra em Colorado do Oeste. Às 10h30 houve o descerramento da faixa em Cabixi. Conforme o projeto, a obra tem 36 quilômetros de extensão, orçada em mais de R$ 15,5 milhões. “É bom lembrar que a pavimentação asfáltica nesse trecho da RO-370 ficou paralisada durante quase dez anos e somente agora em nossa administração o projeto foi reiniciado e finalizado”, ressaltou.

Natal aumenta a venda de seguros

O aumento das vendas no varejo e as projeções de um Natal de recordes também impulsionam o setor de seguros. As apólices que protegem contra inadimplência em financiamentos (o seguro prestamista) devem crescer mais de 50% este mês e puxar o resto do setor de seguros, segundo estimativas da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi). De janeiro a outubro, este tipo de apólice movimentou R$ 1,7 bilhão, expansão de 48,5% em relação a igual período de 2006. São vendidas, em média, 1,5 milhão deste tipo de seguro por mês. Em caso de morte, invalidez ou perda de emprego, a seguradora paga o financiamento - ou, no caso do seguro educacional, a mensalidade da escola ou faculdade. Este último teve expansão de 16% com prêmios de R$ 15 milhões. Segundo a Fenaprevi, as classes C e D, que graças aos empréstimos conseguem consumir mais, vêm impulsionando a venda destas apólices. A projeção inicial da Fenaprevi era que o prestamista cresceria 38% em 2007. Mas por causa do aumento do crédito, da renda, das vendas e do emprego, as projeções foram revistas para 50%. Outro seguro que vem registrando aumento das vendas é o turístico, exigido em países da Europa, e que tem uma série de coberturas que vão desde a perda da bagagem até gastos com hospitais. No ano, os prêmios somaram R$ 13 milhões até outubro, alta de 19%. Considerando só o mês de outubro, a alta foi de 207% em relação ao mesmo mês de 2006, graças a um dólar mais barato que provocou aumento de viagens ao exterior. No geral, os seguros de vida movimentaram R$ 8,7 bilhões nos oito primeiros meses do ano, alta de 13,7%, segundo balanço divulgado pela Fenaprevi. A sinistralidade caiu de 42% em 2006 para 37%. No ranking do setor, a Bradesco Seguros é a líder, com 15,5% do mercado. Em seguida aparece a Mapfre, com 11%. Os dados da Fenaprevi não incluem o VGBL, que também vem registrando forte expansão nas vendas, admitiu o diretor da Fenacor e presidente do Sincor-RO, Geraldo Ramos.

Charge


Charge


Charge


domingo, dezembro 16, 2007

Auto de Natal em MT

Uma grande produção teatral repleta de magia e interpretação. É o que promete o espetáculo “Auto de Natal”, em Cuiabá, evento que integra o Natal das Crianças. Desde outubro que cerca de 85 atores, todos que compõem o elenco da peça, ensaiam diariamente durante aproximadamente quatro horas. Aliás, os ensaios continuam até as vésperas da estréia, no dia 20 de dezembro, a partir das 20h.

Circuito Pantanal

Hoteleiros, proprietários de pousadas pantaneiras e o Governo de Mato Grosso do Sul, aprovaram a criação e implantação de um projeto que irá levar cultura regional para as unidades de turismo rural do estado. O Circuito Pantanal de Cultura e Turismo (nome ainda provisório) será realizado entre os meses de maio e outubro de 2008.

Eremildo em Bali

Eremildo é um idiota e gosta de fazer contas malucas. Ele soube que a delegação brasileira na Conferência sobre Mudanças Climáticas, realizada em Bali, teve 188 pessoas. Os governadores do Amazonas (Eduardo Braga) e Mato Grosso (Blairo Maggi, o motosserra de ouro) formaram uma comitiva de 18 pessoas. O idiota foi atrás da relação entre uma ida a Bali e o desmatamento para o plantio de soja. A comitiva dos dois governadores da região que mais sofre o desmatamento pode ter saído por US$ 225 mil. Segundo a Associação dos Produtores de Soja de MT, são necessários 16 hectares de soja plantada para se obter um lucro de US$ 1.000. Assim, uma viagem como a de Maggi e Braga pode ser custeada pelo desmatamento de 3.600 hectares de floresta. (Um hectare equivale à área de um campo de futebol.) Elio Gaspari.

Charge


Charge


Charge


Amazônia na Veja

O Pará é um dos destaques da edição especial da revista Veja Guia 2008 “O Melhor do Brasil”. Em seis momentos atrativos e destinos dos pólos turísticos paraenses são realçados pela publicação. Salinas, no pólo Amazônia Atlântica, foi escolhida na categoria Praia – Novos Destinos, pela “condição ideal para aproveitar banhos de mar e piscinas naturais”. Na categoria Ilhas, o Marajó impera pelas belezas naturais e a saborosa culinária. Já Alter do Chão, no pólo Tapajós, foi selecionado na categoria Mergulho, devido à água limpa e cristalina favorável a pesca subaquática, em especial de tucunarés. Enquanto que, Belém foi contemplado como o melhor destino em três categorias: Cidades – Custo Benefício, onde é classificada como “o melhor destino histórico e cultural da Região Norte”, Parques, em virtude da riqueza de fauna e flora do Museu Emílio Goeldi; e Restaurantes, pela diversidade de opções citando exemplos como: Manjar das Garças, Lá em Casa, Remanso do Peixe, Picanha & Cia, Hikari Sushi, Xícara da Silva, Pomme D’Or, Resto La Vie En Rose, além dos bares mais freqüentados na cidade. Em todos os casos a Paratur é referência para contato no Estado. O Mercado do Ver-o-Peso aparece como o quarto monumento mais votado no concurso “Maravilhas Brasileiras”, promovido pela revista “Caras”. A escolha do cartão postal paraense entre dez locais selecionados está prevista para fevereiro de 2008. A votação prossegue até o dia 31 deste mês.

Plano para guias

A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas em parceria com a Federação Nacional dos Guias de Turismo, realizam em Manaus, oficina de elaboração do plano estratégico para atuação dos guias de turismo no Estado.

CVC tem deck

Turistas de Brasília (DF) que desembarcarem em Salvador, a partir de agora, terão uma nova opção de passeio: o ônibus CVC double deck, inspirado nos veículos de transporte típicos de Londres. O ônibus, de dois andares, é confortável e permitirá aos turistas a visualização panorâmica de todos os principais pontos turísticos da capital baiana.

Iphan tomba na PB

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) tombou o Centro Histórico de João Pessoa (PB).

Destino das dunas

A cidade concentra belezas naturais, sossego, inúmeras atrações gastronômicas, culturais e, por outro lado, agitada vida noturna. Assim é Natal, a capital do Rio Grande do Norte, que parece ficar ainda mais bela a cada alta temporada, enfeitada por dunas e verde exuberante. Atrações se renovam para fazer a cabeça dos visitantes.

José Mário Pinto recebeu troféu Abav

Considerado o Oscar do Turismo do Ceará, o troféu Abav Ceará de Turismo 2007 foi entregue dia 14 , às 20h, num hotel de Fortaleza, pelo presidente da entidade, Colombo Cialdini. É a maior premiação concedida no setor a três personalidades, por relevantes serviços prestados ao turismo do Ceará e do Brasil: João Martins Neto, José Mário Pinto e Nellie Lafuente, afirmou Colombo. João Martins Neto se destacou como presidente do Conselho Nacional da Abav e pelas conquistas da entidade durante a sua gestão, inclusive o crescimento do Congresso da Abav, aumentando em 12% anualmente. Nellie Lafuente, diretora da Lafuente Turismo, como uma pioneira do turismo; José Mário Pinto pelos 50 anos de Jornalismo.

Turismo em Lençóis

Importante passo foi dado em Brasília, durante sessão na Câmara dos Deputados, na qual nada menos que 300 (trezentos) deputados e senadores assinaram termo de adesão à instalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Consórcio Integrado de Turismo, que envolve os Estados do Maranhão, Piauí e Ceará. A proposta surgiu em decorrência de iniciativa de um deputado maranhense. A intenção é mobilizar segmentos políticos e sociais visando o incremento da atividade turística, levando em conta a preservação do meio ambiente. Estão sendo previstas ações de preservação de ecossistemas, integrando as áreas do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, região do Baixo Parnaíba (Piauí e Maranhão, ameaçada pela destruição do cerrado e plantio de eucaliptos para alimentação de siderúrgicas), a área da Serra do Ibiapaba, o litoral de Camocim e de Acaraú, além de trechos do litoral dos três estados. Na mira da Frente, estão ainda sinalizadas algumas ações que incorporam a articulação de políticas sociais nas áreas de infra-estrutura, turismo, meio ambiente, educação e geração de trabalho, consolidando o consórcio público interestadual de turismo.

Chiclete com banana

Pra fechar o ano, o Chiclete com Banana volta a São Luis (MA), para o encerramento da programação de shows do Marafolia em 2007 e comemorar com seu público mais um ano de grandes realizações. O show rola hoje dia 16 na Estância Urbana.

Paratur prepara receptivo

A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e Infraero promovem em parceria um receptivo de Natal do Aeroporto Internacional de Belém (PA), entre os dias 17 a 21 de dezembro. Com o tema “Árvore dos Sonhos: Viajando nos temas natalinos”, o projeto, que será desenvolvido pela artista plástica e curadora de arte Darcilene Costa, promete interatividade na chegada e partida dos passageiros na capital paraense. A decoração utiliza elementos que compõem o imaginário popular da Amazônia, com enfeites, presentes, presépios e luzes que simbolizam o período natalino, feitos em materiais regionais típicos da cultura local e amazônica. O projeto inclui uma árvore ornamentada com brinquedos de miriti na área de desembarque internacional, sete instalações de presentes, presépio artístico, laços decorativos no mezanino e adornos nos acentos públicos redondos. Além da decoração, a recepção aos visitantes do Estado também contará com a apresentação de vários corais de Belém, duetos, trios vocais e quartetos de corda entoando canções e músicas natalinas em quatro horários do dia: 12h, 13h, 21h .

Cosméticos da Amazônia

A Vita Derm está diversificando seus produtos com matéria-prima da Amazônia. Guaraná, cupuaçu, andiroba, buriti e maracujá são alguns dos ingredientes naturais, típicos da Amazônia, presentes nos itens de cosméticos. Outra novidade da empresa, que atua há 23 anos no mercado, é que a linha body splash aroma sense da Amazônia é a linha de produtos que, com o incentivo do Processo Produtivo Básico (PPB), terá fabricação amazônica, envolvendo colônias, comunidades locais, a área acadêmica e prestadores de serviços locais.“Para a introdução deste estabelecimento fabril da Vita Derm, em Manaus (AM), já estão sendo levantados os fornecedores de embalagens locais, bem como os fabricantes de matéria-prima que são certificados. O objetivo é iniciar as terceirizações, já em fevereiro de 2008, para que os produtos sejam comercializados e divulgados em todos os eventos da empresa, inclusive no exterior”, explica a Vita Derm. Esta iniciativa da empresa ajuda a preservar a floresta em pé. “Além disto, este projeto gera emprego e renda as comunidades ribeirinhas”. A Vita Derm, que tem o faturamento de 230 milhões de dólares, também pretende construir no Amazonas um SPA. “Quer fazer o maior spa do mundo”. De acordo com a Amazonastur, o SPA é um dos segmentos que mais crescem no mundo do turismo de saúde e de beleza. “Qualquer turista que busca um SPA no mundo, para o tratamento estético, ficaria estimulado em fazer um tratamento na floresta, utilizando as ervas amazônicas”, disse. “Além de estimular o turismo, este empreendimento geraria emprego e renda para o Estado”.

Brasília


Cúpula da catedral da Capital da República. Foto do arquiteto Tom Rebello

Parque Amazônia

O Ministério do Turismo pediu informações ao governo do Estado do Pará sobre o projeto de construção do Parque Amazônia, que está engavetado e prevê investimentos de US$ 250 milhões.

TAM prejudica passageiro

O sistema operacional da TAM ficou fora do ar, ontem pela manhã, causando grandes transtornos a passageiros da companhia em todo o país. Em Brasília, a emissão de bilhetes ficou paralisada porque não há um sistema manual de atendimento. Em razão disso, muitos passageiros não puderam embarcar.

Salão de negócios

Representantes de órgãos do governo do Pará, empresários, estudantes e professores participam hoje, em Belém, do VI Salão Paraense Profissional de Turismo-Encontro de Negócios, que vai até terça-feira, numa iniciativa da Paratur. O debate foca novas tendências do setor, apresentação de novos produtos e o intercâmbio entre o poder público e a iniciativa privada, área acadêmica e sociedade organizada. Na abertura do VI Salão, a editora Meca e a Paratur, órgão oficial de turismo do estado, promovem um coquetel para o lançamento do livro “O Turista Encarnado”, de Paulo von Atzingen.

Turismo na Amazônia

A Pousada dos Guarás (PA) colocou no mercado pacotes de cinco e sete noites para quem desejar curtir as delícias do hotel, plantado em Salvaterra, na ilha do Marajó, e que oferece inúmeras atrações, além de conforto. Um casal gasta R$ 580, com café da manhã incluído, por cinco noites. Toni Santiago Neto está rindo de orelha a orelha com a iniciativa da CVC que está promovendo o mini-resort marajoara entre os 7 mil agentes que vendem pacotes da maior operadora da América do Sul.

sábado, dezembro 15, 2007

Turismo


Três dias em Foz do Iguaçu

Resolvi passar um final de semana em Foz do Iguaçu, cidade onde vivi por quase dois anos como Diretor Superintendente da "Gazeta do Iguaçu", jornal diário recém fundado na ocasião, isto no ano de 1989. Fui visitar amigos da redação, agentes de viagens e pessoas que conheci e admiro durante minha estada na cidade.


Felipe Gonzáles

Encontrei colegas que comigo trabalharam ocupando cargos de chefia na municipalidade como Felipe Gonzáles, proprietário da agência de Viagens Cassino Turismo, Adelino mandando na Secretaria de Comunicação, bem como Rogério Bonato, titular da Secretaria de Cultura e dono de um dos mais recentes restaurantes "Cyrano", que serve refeições franco italianas com excelente paladar.Como todo turista não poderia deixar de assistir o espetacular show da Churrascaria Rafain, na estrada das Cataratas, onde artistas latinos americanos apresentam números musicais de alta qualidade. Comandado por Wilson Silva, que também é o apresentador do show, músicas e danças típicas do México, Peru, Chile, Argentina e Brasil que termina o show fazendo um carnaval bem carioca. E na companhia de Névio Rafain empresário da casa e do luxuoso hotel Rafain Plaza.

Pedro Torre(e) e Névio
No sábado a convite do Névio fui almoçar no hotel onde encontrei o gerente José Carlos Meneses um dos melhores profissionais da hotelaria nacional. Quem me hospeda é Ermínio Gatti, empresário paulista que se tornou cidadão de Foz do Iguaçu, morando há mais de 30 anos, sendo um dos mais conhecidos hoteleiros da cidade e proprietário de outros empreendimentos, sempre a serviço da população como os ônibus que cruzam a cidade. O Hotel Carimã é o maior hotel do Paraná, com mais de 400 apartamentos dotados de infra-estrutura para receber eventos nos seus salões com capacidade para 6 mil pessoas, simultaneamente. Toda sua construção em um só andar se espalha por entre árvores, formando um complexo magnífico, que tem até um mini zoológico com pequenos animais e pássaros. O Hotel Carimã possui, talvez o maior lobby de entrada entre todos os hotéis do mundo, tem quase 100 metros, com diversos tipos de decorações, com luminárias criativas, onde predominam automóveis antigos, projetores de cinema e uma decoração de bom gosto e um atendimento exemplar. O Secretário de Turismo, Felipe Gonzáles colocou a disposição um carro para que eu pudesse rever as extraordinárias quedas e "enfrentar" a emoção de passear de bote inflável na atração imperdível do Macuco Safári, pelo rio Iguaçu até chegar bem próximo das cataratas e tomando um banho fenomenal de água fria das quedas dágua argentinas. Em seguida fomos almoçar no belo restaurante e cumprimentar Santos Dumont, o verdadeiro descobridor das Cataratas do Iguaçu, na Praça Santos Dumont, com a estátua em corpo inteiro, criada para homenageá-lo


Torre das Três Fronteiras(E) e Monumento a Santos Dumont

Uma atração que se tornará conhecida no Brasil é a Torre que será construída no local onde se pode vislumbrar os três países limítrofes, Argentina, Paraguai e Brasil na Foz do Rio Iguaçu, onde deseja suas águas no Rio Paraná, formando uma esplendida paisagem. O projeto da Torre das Três Fronteiras está sob a responsabilidade da empresa Macuco Safari que espera entregá-la pronta em dois anos. Paulo Mac Donald prefeito de Foz do Iguaçu está realizando uma excelente administração muito elogiada pela população pela seriedade dos seus atos e das melhorias feitas na cidade. Paulo Mac Donald também é um amigo de muitos anos.


Paulo Mac Donald

Como turista fui visitar Ciudad del Este, no Paraguai fazendo um tour pelas lojas que vendem qualquer tipo de objetos. As roupas feitas à mão são atrativas e em conta para adquiri-las.Quando chegou a noite fui a Puerto Iguazu, Argentina e tive a surpresa de encontrar a cidade modernizada, com restaurantes ótimos e com três cassinos.
Ciudad del Este
Os cassinos modificaram totalmente Puerto Iguazu, é realmente impressionante o progresso conseguido, em poucos anos, com construções de 6 hotéis de cadeias internacional, luxuosos, com piscinas que se parecem com os melhores hotéis do Caribe. È importante que o povo brasileiro conheça Foz do Iguaçu, sua maior atração, Cataratas do Iguaçu, a Hidro elétrica do Itaipu, a maior do mundo, para que sinta orgulho de ter nascido no Brasil. Jornalista Pedro Torre - Brasília/DF e-mail: pedrotorre@uol.com.br

sexta-feira, dezembro 14, 2007

Salão de Turismo abre inscrições

Estão abertas as inscrições para o VI Salão Paraense Profissional de Turismo, que acontecerá entre os dias 16 e 18 de dezembro, no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém (PA). O evento é realizado pela Companhia Paraense de Turismo (Paratur), por meio da Gerência Geral de Marketing, visando debater as novas tendências do setor e apresentar os produtos turísticos paraenses, estimulando o intercâmbio entre o poder público, a iniciativa privada, a área acadêmica e demais setores da sociedade ligados, direta ou indiretamente, ao turismo. As inscrições estão sendo feitas pelo site www.sinergiaeventos.com.br, pelo e-mail sinergiabr2000@yahoo.com.br A programação do VI Salão de Turismo engloba temas como o desenvolvimento e crescimento da atividade, por meio da qualificação turística, negócios e comercialização e sustentabilidade, com vistas ao futuro dos profissionais e do setor. Os debates também visam consolidar o turismo como força econômica, gerador de emprego, renda e de melhoria de vida para a população paraense. A expectativa é de reunir 500 participantes no encontro, direcionado a profissionais de turismo, agentes de viagens, hoteleiros, representantes de empresas de transportes, dirigentes de órgãos de turismo, jornalistas especializados, estudantes e professores de turismo. Durante o VI Salão de Turismo será promovida também a Bolsa de Negócios, oportunidade para o trade, compradores e investidores de diversos segmentos turísticos dos municípios paraenses negociarem os produtos turísticos do Estado. O evento vai de 16 a 18 de dezembro. A abertura, no dia 16, será às 9 h. Nos demais dias o evento transcorre entre 8 e 18 h.

Feira em Tocantins

Os feirantes e consumidores que freqüentam a Feira da 307 Norte (antiga Arno 33) em Palmas (TO) recebem domingo,16, às 8h30, a feira reformada. As obras incluíram serviços de infra-estrutura, sistema elétrico, hidráulico e estacionamento e vai beneficiar, principalmente, os cerca de 300 feirantes que trabalham no local e as três mil pessoas que visitam o local durante os fins de semana. A reforma é uma demanda da comunidade através do Programa Orçamento Participativo executada pelo município.

Geraldo Ramos na confraternização do Sincor

Em uma noite memorável, o Sincor-AM realizou, nesta quarta-feira (12), a festa de confraternização do mercado de seguros da região. O evento contou com as presenças de corretores de seguros dos três estados, executivos de seguradoras locais e regionais, O presidente do Conselho de Administração da Mongeral, Milton Molina, também presente, falou sobre previdência privada. Já o vice-presidente da Fenacor para a Região Norte, Fábio Costa, representou o Presidente da federação, Roberto Barbosa, no encontro. Na ocasião, foram homenageados os profissionais e empresas que se destacaram durante o ano, os quais foram escolhidos pelo voto direto. A diretoria do Sincor-AM-AC-RR instituiu, este ano, uma comenda, que será entregue anualmente a uma personalidade do mercado que venha a contribuir para o desenvolvimento do setor e o fortalecimento do profissional corretor de seguros. A medalha "Mérito Sindical" Edir Maia (ex-presidente e fundador do sindicato, já falecido) teve como primeiro homenageado o presidente do Sincor-PA e vice-regional da Fenacor, Fábio Costa, que ficou bastante emocionado com a indicação. Um dos grandes momentos do evento foi uma surpresa organizada pela diretoria do Sincor-AM-AC-RR, homenageando o presidente do sindicato, Gilvandro Guedes, com um vídeo sobre sua vida e depoimentos de seus familiares. O presidente do Sincor-RO e diretor da Fenacor, Geraldo Ramos, foi um dos convidados do evento regional.

Maravilhas da Amazônia

O mercado do Ver-o-Peso, principal cartão de visita do Pará, aparece em quarto lugar entre dez monumentos listados no concurso Maravilhas Brasileiras, promovido pela revista 'Caras'. A Fortaleza de São José, em Macapá (AP), e o Teatro Amazonas, em Manaus (AM), também se destacam na votação, que vai até o dia 31 deste mês, com a divulgação do resultado prevista para fevereiro.

OTCA lança "destino da Amazônia"

O Programa "2009: Ano do Destino Amazônia" foi lançado pela Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) na Companhia Paraense de Turismo (Paratur), em Belém (PA). O principal objetivo é coordenar uma série de ações e projetos que venham a dar maior destaque para a Amazônia no mercado mundial do turismo. A apresentação do programa foi feita pelo coordenador de Transporte, Infra-estrutura, Comunicação e Turismo da OTCA, Donald Sinclair. Durante a exposição, Sinclair defendeu a importância do “2009: Ano do Destino Amazônia” como uma oportunidade de crescimento turístico para o Estado. “A Amazônia possui um rico patrimônio, que deve ser preservado, e principalmente desenvolvido de forma sustentável. A região possui valores preciosos, mas ainda recebe poucos visitantes. Há muitas razões diferentes para isso. Um dos objetivos da OTCA em 2009 é aumentar esses números. Existem cidades e culturas importantes na região”, afirma.Ele contou que este ano a entidade visitou todos os países que pertencem a região amazônica e que compõem a OTCA (Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela) em busca dos atores principais do turismo na região, explicando a missão de turismo da OTCA, que possui três dimensões: Eventos, Promoção e Projeto de Turismo Integrado na Amazônia. AçõesEntre as ações do Programa “2009: Ano do Destino Amazônia” estão previstas: uma Mesa-redonda para o Turismo Sustentável; um Concurso e Exposição Fotográfica do mundo Amazônia; Concurso de Redação para estudantes entre 11 e 15 anos convidando amigos de outros países para visitar a região; e a entrega de um prêmio tendo como ênfase o turismo sustentável, o qual as diretrizes serão definidas pelos ministérios do turismo dos países integrantes da Amazônia.Também já estão definidas algumas atividades para 2008, que servirão de base para as ações promovidas em 2009. Haverá uma apresentação da Amazônia Turística às embaixadas estrangeiras localizadas aqui em Brasília, onde está sediada a OTCA; um “Road Show 2008” para divulgação da região junto a cidades selecionadas nos principais mercados emissores, além do evento “Amazônia em Toronto”, que será realizado em outubro.De acordo com o coordenador de Planejamento da Paratur, Leonardo Condurú, que fez uma rápida exposição sobre as ações da Companhia previstas em 2008, o trabalho conjunto com a OTCA é fundamental já que a empresa visa se tornar uma referência em políticas públicas de turismo na Amazônia. “Nosso papel articular, coordenar, orientar, regular e divulgar os produtos e serviços da atividade turística, posicionando o Estado no turístico internacional”, explicou.

Maranhão


A participação dos Lençóis Maranhenses num concurso internacional (New 7 Wonders) abre oportunidades e coloca o Estado na vitrine do turismo nacional e estrangeiro

Charge


Charge


Charge


Charge


Urucubaca brava !


Ivo Cassol


Para o governador de Rondônia, Ivo Cassol, o governo Lula foi punido com o fim do "imposto do cheque" por não ter aplicado 100 por cento dos recursos na Saúde brasileira. Oposição já admite criar "nova CPMF" em 2008

quinta-feira, dezembro 13, 2007

Charge


Parlamentares suecos visitam Amazônia

Parlamentares da Suécia estarão visitando a Amazônia entre os dias 28 e 29 de fevereiro. A informação foi passada pela embaixada da Suécia, durante reunião na manhã desta quarta-feira (12) com a Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional em Brasília . A delegação de 16 deputados membros da Comissão de Meio Ambiente e Agricultura da Suécia estarão em Manaus visitando a sede da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) conhecendo projetos de pesquisas. Eles pretendem trocar experiências nas áreas de meio ambiente e agricultura com o Brasil.Em Brasília, os suecos querem realizar audiências públicas com as Comissões da Amazônia e Agricultura como intercâmbio de ações parlamentares. Além de Manaus e Brasília, os parlamentares também visitarão o Rio e Belo Horizonte.

Eventos reúne mercado de seguros

O mercado de seguros vive um momento de intensa união. Assim o presidente da Fenaseg, João Elisio Ferraz de Campos, definiu a fase pela qual passa o setor. Durante almoço de fim de ano realizado nesta quarta-feira, no Rio, João Elisio destacou a abertura no resseguro e a implantação de uma nova representação institucional do setor com a transformação da Fenaseg na confederação do mercado e a criação de quatro federações: Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg), Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), Federação Nacional de Saúde Suplementar (Fenasaúde), e Federação Nacional de Capitalização (Fenacap). Cerca de 220 pessoas participaram do almoço, entre eles, o superintendente da Susep, Armando Vergílio; e os presidentes da Fenacor, Roberto Barbosa; da Escola Nacional de Seguros -Funenseg, Robert Bittar; do diretor da Fenacor e presidente do Sincor-RO, Geraldo Ramos, e representantes de empresas do mercado. Durante o evento, promovido pelas entidades que fazem parte do novo sistema de representação institucional do mercado, o presidente interino da Fenacap, Norton Glabes Labes, ressaltou que o ano de 2007 foi marcado, principalmente, pela expectativa de mudança na regulamentação de capitalização e que deverá ser aprovada no ano que vem. Tais normativos trarão mais transparência nos processos de venda de capitalização e ajudarão a melhorar a imagem do produto, proporcionando significativo aumento do setor, afirmou. Em seguida, Marco Antonio Rossi, vice-presidente da Fenaprevi, representando o presidente da entidade, Antonio Cássio dos Santos, disse ser o fim de ano um momento de reflexão e que 2007 foi especial para o segmento de previdência privada, que atingiu R$ 100 bilhões em reservas técnicas. Ele ressaltou o desempenho do setor, que tem atualmente sete milhões de participantes, e 40 milhões de pessoas seguradas em Vida. Para o próximo ano, afirmou, o momento é de otimismo. Em 2008 vamos continuar trabalhando visando ao crescimento do mercado, que é, essencialmente, um formador de poupança de longo prazo, ressaltou. O presidente da Fenasaúde, Luiz Carlos Trabuco Cappi, agradeceu a presença de todos e também reafirmou o otimismo dizendo acreditar no crescimento do segmento de Saúde Suplementar em 2008. Cappi afirmou ainda ser uma vitória para o setor ter uma federação que congrega as seguradoras e operadoras de saúde, e que hoje a Fenasaúde representa mais de 13 milhões de participantes. Somos apaixonados pelo o que fazemos. Não queremos ser amados, mas sim compreendidos, finalizou. O presidente da Fenseg, Jayme Brasil Garfinkel, também apontou a nova representação do setor como o marco de 2007 e disse que o fim do ano foi coroado por um momento histórico: A reunião pública que tratou das minutas de regulamentação do Resseguro que serão apresentadas ao CNSP e que tive a honra de participar. Este foi um momento histórico para o setor, avaliou. Garfinkel lembrou que há bastante otimismo no setor, atrelado também ao bom desempenho da economia brasileira. Acreditamos que em 2008 haverá o lançamento de novos produtos e também novas idéias deverão surgir. Tenho confiança de que vamos continuar trabalhando para construir um grande mercado. Armando Vergílio fechou os discursos agradecendo a colaboração do mercado e lembrando que 2007 foi um ano importante para todos. Muito já foi feito, mas ainda há muito a ser feito em 2008. Vamos trabalhar para isso, afirmou. Fonte: Fenaseg

Charge


A foto do dia


Juliana Knust

Wilson Muller: eleições na Câmara de Turismo

A Câmara de Turismo do Rio Grande do Sul estará realizando a eleição das suas novas autoridades para o biênio 2008/2010, nos primeiros dias do próximo mês de janeiro. Uma das chapas concorrentes será a atual, que tem como presidente o jornalista Wilson Muller. A Câmara de Turismo está integrada por várias associações empresariais e universitárias ligadas ao trade turístico do estado, tendo como fator principal, a divulgação do Rio Grande do Sul. Também organiza às forças vivas dos setores privado e público, para trazer e aumentar a permanência dos visitantes ao Estado.

quarta-feira, dezembro 12, 2007

Usina do Madeira pode gerar R$ 350 mi em seguros

O mercado de seguros está mobilizado para emitir as garantias necessárias para que a construção da hidrelétrica Santo Antonio, no rio Madeira, tenha risco próximo a zero. A previsão é de que o gasto com seguro-garantia para assegurar o cumprimento dos contratos entre as várias empresas envolvidas e apólices que envolvem os riscos de construção absorva cerca de R$ 350 milhões, 3,5% do investimento do empreendimento, estimado em R$ 10 bilhões. "Buscamos identificar, quantificar e mitigar os riscos de todas as etapas da operação. O objetivo é assegurar o início da operação e o repagamento da dívida contraída e assim estimular que outros projetos deste porte tenham um custo de financiamento menor em razão do gerenciamento dos riscos", diz Laudelino Soares, diretor da OCS Corretora de Seguros, do grupo Odebrecht, que trabalhou no programa de seguros e garantias da usina, cujo vencedor foi o consórcio Madeira Energia, liderado pela Odebrecht e Furnas.

Charge


Charge


Projeto Mauro limita jornada

A comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público aprovou projeto de lei de autoria do deputado Mauro Nazif (PSB-RO), que limita a duração de trabalho dos assistentes sociais de todo o Brasil para 30 horas semanais. A matéria pretende equiparar a jornada dos assistentes às de outros profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros e auxiliares, já regulamentadas.

Gol não decola na Amazônia

Um grupo de 82 passageiros do vôo 1681 da Gol, que sairia de Belém (PA), às 3h10 de ontem, com destino a Brasília (DF), não conseguiu viajar pois o vôo foi adiado por problemas técnicos. Os passageiros amanheceram o dia aguardando, nas dependências do Aeroporto Internacional de Belém, que a empresa aérea lhes apresentasse uma solução para o problema. Muitos tiveram que ir para hotéis. A pane teria ocorrido na parte elétrica da aeronave. Muitos passageiros procuraram o escritório da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), dentro do próprio aeroporto, para registrar a ocorrência.

Descanso no Pantanal

Um refúgio no Pantanal sul-matogrossense é mais uma alternativa para comemorar as festas de Natal e Ano Novo. Para o período de Natal e Ano Novo, programou um cardápio com pratos típicos e regionais, além de uma decoração especial.

Virada no Amazonas

Ano-Novo, comemoração diferente. Para começar 2008 em contato com a natureza, longe do agito de Brasília e dos litorais, um barco-hotel promoverá o réveillon das águas. Com saída do porto de Manaus (AM) no dia 31 de dezembro, o cruzeiro terá três noites, música ao vivo no local de encontro das águas dos rios Negro e Solimões, e fogos de artifício em frente à praia da Ponta Negra.

Bonita de ver !

Com a tradicional iluminação na Esplanada dos Ministérios, Brasília é uma das atrações turísticas mais procuradas neste final de ano no País. Visitantes têm até janeiro para admirar a beleza da Capital durante a noite, agora a decoração sob a supervisão de Joãosinho Trinta, que promete emocionar os brasilienses com um superpresépio que erguerá na Esplanada.

Lula intervém para atender Cassol

Foi necessária a intervenção pessoal do presidente Lula para que, pela primeira vez o ministro da Fazenda, Guido Mantega, acenasse com a possibilidade de que o governo federal aceite discutir mais profundamente as questões da dívida do Beron e da transposição dos servidores do ex-Território Federal para a folha de pagamento da União. A ordem direta do Presidente deixou clara a intenção do Planalto em envolver o governador Ivo Cassol no esforço do Planalto em ainda cooptar o voto do senador Expedito Júnior em favor da prorrogação da CPMF. Expedito tem repetido que vai voltar contra. A única forma de fazer com que ele mude de posição seria o atendimento de algumas das principais reivindicações de Rondônia e, ainda, um pedido do governador rondoniense. Foi por isso que ontem Cassol conversou duas vezes com Mantega. Depois de uma primeira reunião com Cassol, ontem pela manhã, Mantega ouviu as reivindicações, sobre os casos do Beron e da transposição, pediu mais informações e avisou que se reuniria com sua equipe para, novamente à tarde, num segundo encontro com Cassol, definir a posição do seu Ministério sobre os dois temas.À tarde Cassol soube que os dois pleitos podem sim ser atendidos, até em função de determinação pessoal do Presidente da República. O governo federal compreendeu que sem atender as necessidades do Estado - principalmente nestes dois problemas, que causam um gasto mensal superior a R$ 20 milhões mensais aos cofres rondonienses - não teria qualquer chance de transformar o voto já declarado de Expedito contra a CPMF num voto favorável. A situação ficou muito clara depois dos encontros entre Cassol e o Ministro da Fazenda. Depois de ignorar durante pelo menos três anos os dois principais pleitos do Estado, mesmo com todas as evidências de que o pagamento feito, principalmente no caso do Beron é extremamente injusto, o ministro Guido Mantega acenou com uma solução positiva. Ontem à tarde, Cassol disse apenas que as reuniões com Mantega foram produtivas mas não deu mais detalhes. O ministro - isso o governador de Rondônia não confirma - teria pedido o empenho do chefe do governo rondoniense, no sentido de ajudar a transformar o não de Expedito Júnior num sim para a CPMF. O que ficou de concreto é que Lula entrou na jogada, deu ordens para que os dois casos - Beron e transposição - fossem analisados e resolvidos o mais urgente possível e que Mantega está seguindo todas as ordens do seu comandante. Pode ser que, depois de tanto tempo, o voto de um senador, que se tornou imprescindível para o governo no caso do CPMF - possa enfim resolver os dois temas em que a União esnobou Rondônia até agora. Tudo por um voto. Que pode ser vital, no caso da prorrogação da CPMF.

terça-feira, dezembro 11, 2007

Salão de turismo

A Paratur, órgão oficial de turismo do estado do Pará, realiza o VI Salão Profissional de Turismo e Bolsa de Negócios, de 16 a 18 de dezembro, no Hangar, centro de convenções. São esperados 500 participantes, e busca debater as novas tendências do setor e apresentar os produtos turísticos paraenses, estimulando o intercâmbio entre o poder público, iniciativa privada, e a área acadêmica.

TV a cabo na Amazônia

Uma equipe do AmazonSat, TV a cabo de Manaus (AM), que veio a Belém apoiada pela Paratur, concluiu a gravação de quatro episódios do programa “Homem da Floresta”: “Belém – a cidade morena”, “Mercados”, “Museus” e “Pontos turísticos”. O AmazonSat chega a 1,5 milhão de telespectadores, e seu site, 4 milhões de visitas/mês.

Gasoduto reúne em Brasília

O coordenador da bancada de Rondônia, deputado Eduardo Valverde(PT-RO), e representantes do empresariado rondoniense, reúnem-se nesta quinta-feira (13) no Ministério de Minas e Energia, com o grupo de trabalho do ministério criado para analisar a viabilidade da construção do gasoduto em Porto Velho. " Nossa preocupação é dar uma resposta concreta a todos no estado, e acabar com o oba-oba em torno da questão. O que queremos saber é se vai ou não se construir o gasoduto, e não ficar no empurra-empurra", ressaltou.

Cassol pediu recursos a Temporão

O Hospital Regional de Cacoal está perto de conseguir os R$ 22 milhões que faltam para a conclusão das obras, que tiveram início há 17 anos. O governador de Rondônia, Ivo Cassol, esteve hoje com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e com o ministro do Tribunal de Contas da União, Ubiratan Aguiar, para tratar da liberação dos recursos. O problema é que o hospital ainda está na lista de obras irregulares do Governo Federal. Cassol informou ao ministro que o governo já cumpriu com todas as exigências feitas pelo TCU e que os recursos para a retomada das obras estão assegurados, através de emenda. O dinheiro poderá ser liberado em 2008. Ubiratan Aguiar informou que o TCU não terá mais sessão plenária neste ano, mas disse que vai referendar a liberação do dinheiro para o Senado Federal até que seja julgado seu relatório sobre o caso. Cassol também pediu liberação de recursos para compra de equipamentos em hospitais de Porto Velho. Outro pleito do governo é a liberação de R$ 3 milhões de uma emenda já aprovada para a continuidade das obras do Hospital São Daniel Camboni, também de Cacoal. O padre Francisco Vialetto, o padre Franco, acompanhou Cassol em visita ao ministro da Saúde. José Gomes Temporão informou que fará o possível para que o dinheiro seja liberado ainda este ano. O padre Franco disse que já foram empregados R$ 6 milhões para a construção do hospital. Cerca de 70% desse total foi doação que veio da Itália. O restante tem a participação da comunidade de Cacoal. Além de atender os serviços básicos, a intenção do padre e da comunidade é especializar o hospital em hemodinâmica e oncologia.

Valverde:construção de hidrelétrica requer recursos

O coordenador da bancada de Rondônia na Câmara dos Deputados, Eduardo Valverde (PT-RO) admitiu que a construção da hidrelétrica de Santo Antonio, requer investimentos e capacitação, além de atenção à questão da violência urbana com o aumento do fluxo de emigrantes para o estado.

Hidrelétrica: Cassol admite que RO poderá perder arrecadação

O governador de Rondônia, Ivo Cassol acompanhou ontem in loco, aqui em Brasília, na Agência Nacional de Energia Elétrica, o leilão da Hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Madeira. Cortejado pelo governo federal por causa dos votos que pode obter a favor da CPMF em sua bancada no Senado, Cassol aproveitou e fez pressão por medidas para compensar o Estado por perdas que terá com a construção da linha de transmissão Jauru-Vilhena-Samuel. Essa linha conectará Rondônia ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Segundo Cassol, o governo do Estado deixará de arrecadar, com a construção da linha (que não tem relação com a futura energia da usina Santo Antônio), cerca de R$ 175 milhões de Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) por ano. A perda ocorreria, segundo o governador, porque, com ela, Rondônia receberia eletricidade procedente de outros Estados. Dessa forma, não precisaria mais usar suas termoelétricas a diesel e deixaria de receber os recursos da Conta de Consumo de Combustíveis (CCC), que financia a compra do óleo usado nas térmicas dos sistemas isolados. A perda de R$ 175 milhões seria equivalente à queda da arrecadação do ICMS cobrado do diesel. Uma das soluções apontadas pelo governador seria a retomada do projeto de construção do gasoduto Urucu-Porto Velho, que levaria o gás para produzir energia no Estado. Uma das licenças para a construção da linha tem de ser dada pelo governo de Rondônia. O governador chegou a pedir a edição de uma medida provisória (MP) para compensar a perda de arrecadação que, segundo ele, será causada pela construção da linha de transmissão. "Essa linha é inconstitucional, está dando prejuízo para o Estado. Quero que eles façam uma medida provisória que não dê prejuízo para Rondônia", disse.

segunda-feira, dezembro 10, 2007

Seguro, Sinistro e Prêmio

O negócio do seguro é baseado no mutualismo, na formação de um fundo composto proporcionalmente pelos integrantes de um grupo para alcançar um objetivo predeterminado. No seguro, o mútuo é feito para suportar os prejuízos que alguns membros do grupo sofrerão em conseqüência de eventos previamente definidos. Estes prejuízos podem acontecer dentro dos patamares calculados para a constituição do mútuo, como pode ocorrer de forma mais ou menos gravosa, em função de mudanças favoráveis ou não no cenário dos riscos. Em função destas variações o preço do seguro pode mudar ao longo do tempo, subindo ou descendo por conta das necessidades do mútuo para fazer frente aos sinistros que atingem seus participantes. Como o mútuo não suporta apenas os sinistros, o total do fundo tem que dar conta das despesas administrativas e comerciais indispensáveis para a seguradora poder operar. A seguradora não é a dona do mútuo. Ele pertence aos seus constituidores, ou seja, aos segurados. A seguradora é a gestora deste fundo e é remunerada para fazer esta gestão da forma mais eficiente possível, em favor de seus clientes. Este processo envolve uma série de procedimentos que se iniciam com o desenvolvimento da apólice, evoluem para o processo de comercialização e contratação, amadurecem com a ocorrência do sinistro e se completam com o pagamento da indenização. Depois disto, se sobrar dinheiro, a seguradora o apropria como lucro. Em função das variáveis envolvidas e da realidade dos riscos, eles podem sofrer mudanças decorrentes ou não da interferência humana. A sinistralidade de automóveis está diretamente ligada ao aumento dos furtos e roubos de veículos. Já os sinistros de origem climática estão sujeitos ao aumento de determinados fenômenos naturais. Quer dizer, o primeiro exemplo depende de ações humanas, já o segundo, não. Todavia, ambos podem ter suas conseqüências minoradas por ações preventivas que vão, no caso dos veículos, desde a instalação de equipamentos de segurança, até o aumento do policiamento. E, no caso das catástrofes naturais, desde a não ocupação humana de uma determinada zona, até a utilização de materiais mais resistentes àquele tipo de fenômeno. No caso destas medidas darem certo, o preço do seguro cai. Todavia, como as medidas de prevenção só podem evoluir até um determinado patamar, existem momentos em que a única opção é o aumento do prêmio para manter o equilíbrio do mútuo. O Brasil deve passar por isso na renovação dos contratos de resseguros aeronáuticos. A realidade nacional até o acidente com o jato da Gol era uma; atualmente, ela é completamente diferente. O aumento exacerbado do número de acidentes com aeronaves de todos os tipos, desde pequenos aviões, passando por jatos executivos, helicópteros e jatos de grande porte, como o Airbus da TAM. Ainda é cedo para se falar no total das indenizações que estes acidentes irão gerar, mas não é fora de propósito dizer que eles ficarão pouco abaixo de US$ 1 bilhão. As razões para isso são simples: em primeiro lugar, o preço unitário das aeronaves, e, em segundo, as indenizações para as vítimas que, além de mudar para um patamar bem mais elevado em função dos novos cálculos para morte e dano moral, deverão ser pagas para mais de 300 pessoas. Além disso, não há qualquer ação concreta para minimizar as causas primárias da queda destas aeronaves. O caos aéreo continua grave. O fato novo é que naquela época nós não sabíamos que ele estava aí, ao passo que agora os sistemáticos atrasos nos aeroportos não nos deixam esquecer. Tanto que mudaram o conceito de hora certa para definir os atrasos dos vôos brasileiros. Até uma hora, está na hora; mais que uma hora é atraso. Será que um grande ressegurador internacional se sentirá confortável garantindo centenas de milhões de dólares num país assim? Antonio Penteado Mendonça é advogado e consultor, professor do Curso de Especialização em Seguros da FIA/FEA-USP E-mail: advocacia@penteadomendonca.com.br

Charge


Charge