quinta-feira, julho 31, 2008

Lobão é cultura

A piada da vez em Brasília é que Edison Lobão é quem deveria assumir o lugar de Gil.Afinal, as duas empresas que mais investem em cultura estão na pasta dele, a Petrobras e a Eletrobrás. Faz sentido.

Da cruz

Há algum tempo atrás contei a história de um homem que precisava usar sua cruz como ponte. Paulo Eymael me relata uma história - também sobre o símbolo da cruz - muito contada em sua família.Num certo vilarejo da Umbria (Itália), havia um homem que se lamentava de sua sorte. Era cristão, e achava o peso de sua cruz muito difícil de ser carregado. Certa noite, antes de dormir, rezou para que Deus permitisse trocar seu fardo.Nesta noite teve um sonho; o Senhor lhe conduzia para o depósito de cruzes.“Pode trocar”, dizia.O homem viu cruzes de todos os tamanhos e pesos, com nomes dos seus donos.Escolheu uma cruz média - mas, vendo o nome de um amigo gravado, deixou-a de lado.Finalmente, como Deus havia permitido, escolheu a menor cruz que encontrou.Para sua surpresa, viu gravado nela o seu próprio nome.(Paulo Coelho).

Charge


Cassol assina convênios e beneficia interior

O governador Ivo Cassol vai cumprir, neste fim de semana, uma série de compromissos pelo interior do Estado. Constam na agenda do chefe do Executivo mais de 10 eventos que iniciariam já nesta quinta-feira (31). Na zona rural de Porto Velho, às 15 horas, Cassol faz o lançamento do Projeto Inseminar na sede do Sindicato da Saúde - Sindsaúde, no quilômetro 14, da BR 364, sentido Cuiabá. À noite, às 18 h, o governador estará em Guajará-Mirim para a assinatura de convênio com a Associação de Idosos, situada na Avenida Castelo Branco, Bairro Santa Luzia. Ainda em Guajará, às 19 h, Cassol assina convênio com a Associação dos Moradores do Bairro Tamandaré. Depois, às 21 h, o governador e equipe seguem para Acrivale, Parque de Exposições da cidade.Nesta sexta-feira Cassol estará em Ji-Paraná para o lançamento do Projeto Inseminar e ainda fará a assinatura de diversos convênios. O evento está marcado para às 10 h na sede da Cooperleite, na BR-364, quilômetro, 9 linha 8 sentido Ji-Paraná à Porto Velho. Em seguida o chefe do Executivo se desloca para Alvorada D´Oeste onde, às 13h30, lança o Projeto Inseminar no município e assina vários convênios com Associações de Produtores Rurais, na propriedade Sebastião Cândido da Silva, BR-429, quilômetro 47, entre os municípios de Presidente Médici e Alvorada. A partir das 20 h, o governador vai estar em Rolim de Moura para participar da abertura oficial da 23ª Exposição Agropecuária de Rolim- Expoagro. Cassol aproveita a oportunidade para assistir o Show da dupla sertaneja Edson e Hudson, previsto para às 22 h. No domingo (03/08) às 21 h, o governador retornará a Ariquemes, onde esteve na última terça-feira (29) para participar do encerramento da 25ª Exposição Agropecuária –Expoari. Na segunda-feira (04/08) Cassol estará às 16 h em Cacoal para assinatura de convênios que serão firmados na Escola Família Agrícola padre Ezequiel Ramim. À noite, Cassol retorna para Rolim de Moura, para assistir ao Show da dupla sertaneja Milionário e José Rico, que estará se apresentando na Expoagro, retornando à Porto Velho na manhã de segunda-feira.

O recordista

Lula: "Entre todos os países emergentes, o Brasil é o país que tem inflação mais baixa".E crescimento econômico também. E meios econômicos de distribuição de renda também. E desenvolvimento educacional também. E assistência pública à saúde também. E previdência social também.

Lei seca

A Nasa confirma presença de líquido em Titã.Isso quer dizer, provavelmente, o seguinte: devem ter pego um dos rapazes da banda no teste do bafômetro em Washington.

Acabou-se o que era doce!

Ratinho vai ganhar programa novo no SBT. Isso quer dizer o seguinte: ainda vamos sentir saudades dos tempos em que Silvio Santos pagava pra gente não ver o apresentador na TV.

O candidato

Porto Velho (RO) precisa de um candidato. De um político que assuma a tarefa do povo. De um homem de bem. É a hora do Garçon. Na prefeitura, Garçon 2008.

Charge


Governo incentiva indústria

Charge


Charge


Corretor de seguros faz BB crescer, diz Geraldo Ramos

A parceria com corretores de seguros, iniciada há um ano e meio, admitiu o presidente do Sincor Rondônia e diretor da Fenacor, Geraldo Ramos, fez com que a receita de prêmios da BB Seguro Saúde atingisse o patamar de R$ 72,6 milhões no primeiro semestre, montante 15% superior ao registrado do mesmo período de 2007. Já o lucro líquido somou R$ 4 milhões, com retorno de 8,1% sobre o patrimônio líquido médio, também avançando 15%. A carteira de vida cresceu 18% em relação a dezembro de 2007, atingindo as 98.211 vidas.

Governador foi à Seduc e elogiou Edinaldo

A secretária estadual da Educação, Marli Cahulla, tem realizado reuniões com todos os técnicos representantes de gerências da Seduc desde que assumiu uma das pastas mais complexas da administração pública, com a proposta de tratar sobre assuntos administrativos visando dar continuidade ao processo de melhoria do ensino público em Rondônia Ontem, ela realizou encontro, no auditório do Conselho Estadual da Educação (CEE), em Porto Velho, com todos os representantes de Ensino da Seduc, ocasião em que foram tratados assuntos diversos, como convênios, recursos humanos, ensino especial, reforma de escolas, incluindo construção de rampas para facilitar o acesso dos portadores de necessidades especiais, prêmio Gestão Escolar e outras ações que deverão receber incentivos para ampliação dos benefícios ao principal alvo da Seduc, que são os alunos, conforme a secretária observou.No período da tarde, foi a vez de Cassol passar algumas diretrizes aos Representantes de Ensino. Cassol começou elogiando a atuação do ex-secretário Edinaldo Lustoza e afirmou que novas mudanças no primeiro escalão podem acontecer para que a prestação de serviços à população seja melhorada cada vez mais, uma vez que entre os seus desafios está a superação do primeiro mandato. Ele também anunciou mudanças nos Jogos Escolares (Joer), como licitação de tudo que precisar ser feito, além do deslocamento de professores de um município para outro, com pagamento de diárias, evitando assim a contratação via empresa terceirizada. “Queremos tudo dentro da lei. Não queremos repetir erros," disse.

quarta-feira, julho 30, 2008

Cassol assegura PAC para esgoto da capital

O Supremo Tribunal Federal (STF) acaba de deferir a ação cautelar do governo do Estado de Rondônia contra a União, que impedia o recebimento dos créditos do PAC na CEF para aplicação no sistema de esgotamento da capital, Porto Velho. A secretaria do Tesouro Nacional negava a autorização para a operação de crédito, pelo fato de que os Poderes Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público, estariam ultrapassando o limite máximo da despesa com pessoal definido na LRF.

Sentimentos à mostra

Em recente conversa telefônica com o governador de Rondônia, Ivo Cassol, o superintendente Sandro Bergamim, demonstrou uma incontida satisfação com as sondagens eleitorais para a prefeitura da capital do Estado. O candidato da coligação do PV, Lindomar Garçon, lidera todos os índices, segundo o levantamento. Para sábado (2), Garçon programou concentração na praça Madeira-Mamoré e caminhada cívica na 7 de Setembro, pedindo apoio de comerciários e comerciantes à sua eleição ao Palácio Tancredo Neves.

Prometeu e cumpriu

O governador de Rondônia, Ivo Cassol, está mesmo bombando. Terminou - obra parada há 18 anos - e entregou à população a estrada do Progresso (RO 370) rodovia Cesar Filho Cassol. Totalmente pavimentada.

Sem chamariz, não vai!

O blog consultou os parlamentares, em especial, os que concorrem a prefeito nestas eleições municipais em Porto Velho (RO), e, saiu com uma certeza: a convocação da semana que vem só vai funcionar se a pauta for recheada com projetos de apelo eleitoral.

Seguro de Vida

Um estudo encomendado por uma corretora especializada na gestão de massificados, revelou que 72% do mercado potencial para seguros de vida estão concentrados nas camadas mais populares. As classes C, D e E se interessam mais por esse tipo de proteção do que as demais. De acordo com dados divulgados pela Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), esse setor está em plena expansão. O mercado de seguros voltados para pessoas cresceu 10% em maio desse ano, movimentando R$ 1 bilhão em prêmios. Desse segmento, que engloba, entre outros produtos, seguros prestamistas, educacionais e de vida, o maior crescimento foi registrado nas apólices de acidentes pessoais, que tiveram vendas 32% mais altas em relação ao mesmo período do ano passado. E o mercado se movimenta. Esse mês, a Vida Seguradora integrou-se à Mapfre Seguros, passando a fazer parte do segundo maior grupo segurador do Brasil em seguros de vida. Já nos dias 27 e 28 de agosto, acontece, em São Paulo, o IV Fórum Nacional de Vida e Previdência, que reunirá lideranças de todo o país. Em pauta, as tendências do setor e a importância dos mercados de previdência e vida para o governo, sob o olhar de especialistas do mercado nacional e internacional. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

Charge


Ação popular pede volta de delegado

A saída do delegado Protógenes Queiroz, do inquérito da Operação Satiagraha, que prendeu o banqueiro Daniel Dantas, começa a incomodar a sociedade. Um motorista do Rio ingressou dia (24) à tarde com uma ação popular na Justiça pedindo uma liminar para que o policial volte a conduzir o caso. A explicação oficial da Polícia Federal (PF) é que Protógenes saiu voluntariamente para participar de um curso de qualificação e aumentar seu salário. Mas o motorista particular Wellington Borges da Silva Lúcio, ex-aluno de curso de Direito, não acredita nisso. Ele ajuizou uma ação popular contra a União e o superintendente da PF em São Paulo, Leandro Daiello. O pedido é para que a Justiça Federal reconduza imediatamente Protógenes ao caso. Isso deve ser decidido nesta semana pelo juiz Alberto Nogueira, da 10ª Vara Federal do Rio, segundo cálculos dos advogados do motorista. Morador da Abolição, na zona norte do Rio, Wellington Lúcio, tem 28 anos, é casado e se sente “lesado” quando compara sua situação com o afastamento do delegado e com alguns crimes narrados na Operação Satiagraha: corrupção ativa, lavagem de dinheiro e desvio de verbas. O motorista começou a fazer faculdade de direito, mas teve que parar depois de quatro anos de curso por dificuldades financeiras. “A gente, como cidadão, se sente lesado. É muita vergonha isso”, desabafa ele, para quem a saída de Protógenes foi “política”. Comentando o caso com dois colegas de faculdade que conseguiram se formar, os três decidiram ir à Justiça. “A gente tinha conversado sobre isso e decidimos agir”, explica o advogado Ivo Tavares, um dos amigos que representa Wellington na ação. Ele explica que ação popular é um instrumento pouco utilizado pela população, mas que – assim como a ação civil pública, usada pelo Ministério Público – pode ser impetrada para defender os interesses da sociedade. Wellington Lúcio considera como provas de que o delegado foi retirado do caso as declarações de autoridades do governo e as queixas de Protógenes sobre seus superiores. Diz um trecho da ação:“Afastando-se o Delegado até que outro servidor se inteire do caso (se ele for honesto, como demonstrou ser Protógenes, e tiver ânimo para investigar) demorará meses, correndo-se o risco, ainda, de o Poder Executivo colocar, o que é lamentável, um servidor ‘controlado’ para tal função. Em escuta telefônica um dos investigados, em contato com chefe do gabinete do presidente da República [Gilberto Carvalho], já teria declarado dificuldade em impedir o prosseguimento do Inquérito Policial, por não ser o delegado Protógenes controlável.”O motorista considerou irracional a PF exigir que Protógenes concluísse o caso até a última sexta-feira (18). Ele lembra que há muitos documentos apreendidos, inclusive em formato de mídias (discos rígidos, CDs e DVDs) que precisam ser analisados. Wellington Lúcio recorda que o presidente Lula, seja lá por qual motivo, não considerou correta a saída do delegado. A mesma opinião é a do procurador da República Rodrigo de Grandis, que participa das investigações, e do presidente da CPI das Escutas Telefônicas da Câmara, Marcelo Itagiba (PMDB-RJ).Com informações do Congresso em Foco.

Charge


Cassol, governador do progresso, inaugurou BR

Iniciada no ano de 1990 e abandonada por governos anteriores, enfim a Rodovia do Progresso foi inaugurada pelo governador Ivo Cassol (sem partido), no sábado (19). Promessa feita, trabalho executado e entregue à população rondoniense em tempo hábil. Este foi o tom do discurso do governador nos três pontos de inauguração da rodovia, que foi reiniciada pela atual administração em abril de 2005. A estrada, que tem 160 quilômetros de extensão, ganhou no nome oficial de RO-370 – Rodovia do Progresso, Cesar Filho Cassol, em homenagem ao sobrinho do governador, morto no último ano em acidente automobilístico. Discursos inflamados e emocionados marcaram a inauguração da rodovia feita para ser o ponto principal de ligação entre as regiões da Zona da Mata e Cone Sul. Cassol lembrou quando o irmão Cesar Cassol, então prefeito de Santa Luzia, iniciou a rodovia, mas desistiu por falta de recursos. Cassol, que esteve acompanhado do vice-governador João Cahulla, destacou que havia prometido a interligação da Zona da Mata ao Cone Sul, mas os produtores não acreditaram, vez que muitos políticos faziam promessas e nunca cumpriam. “Estou aqui hoje para inaugurar mais uma obra que muitos prometeram, a exemplo da Rodovia do Café. O que eu prometo eu cumpro, afirmou Cassol. Disse também que tem o desejo de ver asfaltada a Rodovia do Progresso, mas que este passo deverá ser cumprido pelo próximo governador, caso este seja mais um investidor no setor de estradas. “Temos muitos projetos de asfaltamento em andamento em todo Estado e não posso prometer este asfalto na minha administração”, explicou.

Faça seguro residencial

De acordo com dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep), o mercado de seguros residenciais cresceu 12,2% no primeiro quadrimestre de 2008. A única corretora especializada em seguros massificados no país, oferta seguros residenciais a preços acessíveis aos consumidores de concessionárias de energia e outras empresas prestadoras de serviços, com coberturas que garantem indenizações em caso de imprevistos relacionados à residência como incêndio, queda de raio, explosão e furto qualificado de objetos. A corretora tem parcerias com 30 concessionárias de energia e telefonia em carteira, com 56 produtos de seguro diferentes, sempre alinhados às necessidades e características de cada grupo de consumidores, e cobre mais 85% do território nacional. Em média, as apólices custam R$ 5,79 mensais e podem ser adquiridas por meio da proposta de adesão ao seguro, enviada junto à fatura de cobrança da empresa que presta o serviço. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

terça-feira, julho 29, 2008

Da fome

Faça com que sua fome se transforme em seu alimento. Você só pode tomar uma decisão - e perseverar nela - se esta decisão for muito importante para a sua vida. Certas coisas são apenas caprichos, desejos que passam no dia seguinte. Mas há coisas sem as quais não podemos passar: amor e esperança, por exemplo. Você só obtém o que quer quando precisa disto para viver. Não adianta forçar uma situação, desperdiçando energia inutilmente. É preciso ter fome, saber que - sem o que deseja - não viverá por muito tempo.Henry James compara a experiência a uma imensa teia de aranha, espalhada a nossa volta - que é capaz de pegar não só aquilo que é necessário, mas também a poeira que está no ar.Muitas vezes o que chamamos “experiência” nada mais é que a soma de nossas derrotas. Então, olhamos para frente com o medo de quem já cometeu bastantes equívocos na vida - e não temos coragem de dar o próximo passo. Neste momento é bom lembrar as palavras de Lord Salisbury: “se você acreditar totalmente nos médicos, vai achar que tudo faz mal a saúde. Se acreditar totalmente nos teólogos, vai se convencer que tudo é pecado. Se acreditar totalmente nos militares, concluirá que nada é absolutamente seguro. Para evitar isto, escute seu coração”. Há momentos, durante uma conversa, que nos surpreendemos com belos argumentos que saíram de nossa boca sem que tivéssemos pensado antes. “Que inteligência!”, pensamos.Há momentos, durante uma conversa, em que temos tudo planejado para dizer - e de repente, algo nos paralisa, e os outros vencem a discussão. “Que estupidez!”, pensamos. Alegremo-nos: somos um grande mistério para nós mesmos! Temos nossos momentos brilhantes. Temos nossos momentos estúpidos. Não dá para organizar a vida num Manual de Instruções. A única coisa que precisamos conservar é a ética espiritual; nossas ações não devem, de jeito nenhum, causar dano aos outros. Afora isto, lutemos para continuar assim: surpresos com nossas atitudes. Porque isto nos dá liberdade de agir além de nossos limites. (Paulo Coelho).

Tânia Pires anuncia prioridades

Empossada dia (24) como secretária de Assistência Social do Estado de Rondônia, a assistente social e sanitarista Tânia Pires anunciou quais serão as suas prioridades à frente da pasta, onde já atuou em governos anteriores. Segundo ela, a Seas deverá trabalhar em parcerias com vários segmentos da sociedade. “A área social não pode prescindir de outros setores como educação, saúde e cultura, por exemplo,” observou. Associações de bairros terão prioridade na nova gestão, inclusive os líderes comunitários de Porto Velho foram representados na solenidade de ontem pelo presidente da associação do bairro Três Marias – Pombal II, Elias Ferraz, o Braçal. “Os líderes comunitários são nossos parceiros, pois nos ajudam voluntariamente a identificar os problemas da comunidade”, afirmou Tânia. O evento contou com as presenças da primeira – dama do Estado, Ivone Cassol, da secretária – adjunta da Seas, Elizete Nascimento e de Val Ferreira, suplente de deputado federal que assume uma cadeira na Câmara dos Deputados no início do próximo mês. “Tânia Pires já tem um trabalho reconhecido em Rondônia, e por esse motivo foi convidada para esse cargo”, declarou Ivone Cassol, que representou o governador Ivo Cassol na cerimônia. Tânia Pires adiantou que a Secretaria de Assistência Social vai fortalecer as suas ações no interior do Estado, inclusive na zona rural. “Vamos levar benefícios para as camadas mais carentes da população como bem quer o governador Ivo Cassol”, frisou a nova secretária que é presidente da União dos Voluntários do Estado de Rondônia – Uveron – e atua na Comissão de Responsabilidade Social da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia – Fiero. A secretária Tânia Pires, que permanece como presidente da União dos Voluntários de Rondônia - Uveron, confirmou a solenidade de entrega de kits de materiais esportivos nesta terça-feira no bairro 3 Marias, em Porto Velho. O programa é uma parceria entre o Governo do Estado, através da Secel, Seas e a Uveron, e visa integrar a comunidade em práticas esportivas. O evento acontece na rua Benedito Leite Inocêncio, ao lado da igreja Deus é Amor, a partir das 16h.

A mensagem de Gandhi

“Se eu pudesse deixar algum presente a você, deixaria aceso o sentimento de amar a vida. A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo afora.Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem.Daria a capacidade de escolher novos rumos, novos caminhos.Deixaria, se pudesse, o respeito àquilo que é indispensável. Além do pão, o trabalho. Além do trabalho, a ação. Além da ação o cultivo à amizade. E, quando tudo mais faltasse, deixaria um segredo: O de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída”. Gandhi.

Nova Susep

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) já está com novo endereço no Rio. A autarquia mudou-se para o edifício do Banco Central (Av. Presidente Vargas, 730 - 13º andar CEP. 20071-001). Os novos telefones da Susep são 21-3233-4101/3233-4102 e 3233. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

É só subindo..!

A candidatura de Lindomar Garçon (PV) ao Palácio Tancredo Neves em Porto Velho (RO), continua ladeira acima. Tem produzido resultados positivos junto ao eleitor. Lidera enquetes e sondagens rumo à eleição de outubro próximo. A experiência, a confiança, credibilidade e a aproximação que, ao longo do tempo, Garçon conquistou na TV, renderão dividendos nas urnas. Quem viver, verá!

segunda-feira, julho 28, 2008

Governador reuniu HB e JP II

O governador Ivo Cassol (RO) se reuniu na manhã desta segunda-feira (28), com a diretoria dos hospitais de Base e João Paulo II, no gabinete da residência oficial. A reunião teve o objetivo de solucionar os problemas apresentados na unidade e traçar metas de melhoria no atendimento prestado a população. Estiveram presentes a reunião, o diretor do Hospital de Base, Amado Rahhal, a diretora da Policlínica Osvaldo Cruz, Débora Rodrigues e o diretor geral do hospital João Paulo II, Marcos Amaral e o diretor executivo, Paulo Ricardo. O vice-governador João Cahulla esteve também ao gabinete do governador para despachar. Na pauta, um balanço das realizações já realizadas pela administração e as que ainda estão por vir, consolidando ainda mais o trabalho desempenhado pela dupla, sempre em prol do desenvolvimento do estado.Cassol recebeu ainda o diretor do Departamento de Estradas e Rodagem (Der), Jacques Albagli, que informou ao governador, que estará nessa segunda vistoria as obras do aeroporto de Ji-Paraná e de Cacoal. Neste último, vistoriará também os trabalhos de recapeamento do município, que está sendo realizado pelo Der (Decom).

Charge


A micro empresa e o corretor de seguros

Cerca de 50% das micro e pequenas empresas abertas no Brasil fecham suas portas antes de completar cinco anos. Excetuando-se os problemas de falta de conhecimento do negócio e de gestão empresarial, alguns dos infortúnios podem ser cobertos por apólices de seguro O mercado de seguros sempre esteve atento às novidades trazidas pela nova realidade sócio-econômica. Segundo estatísticas do Sebrae, apesar do grande número de micro e pequenas empresas que fecham anualmente, existe ainda um universo de cerca de cinco milhões de empresas. Este número não deve ser desprezado. No ramo de seguro-saúde, as operadoras já observaram neste setor um importante nicho e, apesar de alguns desvirtuamentos do uso dos planos PME´s, ele hoje representa uma fatia importante em sua arrecadação. Outro setor que pode investir neste nicho é o de previdência complementar. Entretanto, as investidas continuam de forma tímida. A economia brasileira está crescendo porque há melhor distribuição de renda, com reflexos diretos no faturamento das microempresas, que atendem segmentos mais pobres da população. Nesse cenário, o microempresário passa a ter maior preocupação em garantir a continuidade do seu negócio e a buscar garantias contra imprevistos. O seguro tem uma função social importantíssima a cumprir neste momento e o corretor assume naturalmente o papel de protagonista nesse processo, pois somente ele pode orientar o pequeno empresário, que muitas vezes sequer tem qualquer apólice de seguro, afirma o presidente da Fenacor Federação Nacional dos Corretores de Seguros, Roberto Barbosa. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

Cassol quer Rondônia nas Olimpíadas

A secretária estadual da Educação, professora Marli Cahulla, elegeu como prioridade no seu primeiro dia à frente da Seduc, discutir com o corpo técnico a participação dos alunos da rede estadual, com idade de 12 a 14 anos, nas Olimpíadas Escolares, que acontecerão em sua quarta edição, de 18 a 28 de setembro de 2008, em Poços de Caldas (MG). De 6 a 16 de novembro, o evento será realizado em João Pessoa (PB), envolvendo estudantes da faixa etária dos 15 aos 17 anos. De acordo com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que organiza a competição considerada uma das maiores escolares do País, serão nove modalidades (atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei e xadrez) na disputa, além de uma programação cultural paralela, fruto da parceria firmada com o Ministério do Esporte e prefeituras das duas cidades. As Olimpíadas foram criadas em 2005, em substituição aos Jogos Escolares Brasileiros (Jeb´s), com a proposta de oferecer um novo padrão de serviços, como acomodações, transportes e instalações para os participantes. O modelo adotado pela nova competição, inspirado nos moldes olímpicos, segundo o COB, também motivou a mudança do nome do evento. Além de promover a inclusão e a integração social através do esporte, as Olimpíadas Escolares revelam talentos e ainda colocam em destaque o papel do professor de educação física. Marli Cahulla destacou a importância da competição por estimular o desenvolvimento físico dos alunos atletas ao mesmo tempo em que cria o espírito de uma disputa sadia, onde o mais importante é competir, colocando em evidência a prática pedagógica repassada pelo professor de educação física em sala de aula e nas quadras desportivas das instituições de ensino. “Por orientação do governador Ivo Cassol não mediremos esforços para viabilizarmos a participação dos nossos alunos nessas e em outras competições escolares, considerando que Rondônia obteve excelentes resultados nas edições anteriores”, adiantou a secretária Marli Cahulla. Ainda segundo o COB, várias cidades já se candidataram para sediar a competição em 2009, a exemplo de Belém (PA), Belo Horizonte e Poços de Caldas (MG), Londrina e Maringá (PR) e Maceió (AL) para a etapa de 12 a 14 anos; Belém, Blumenau (SC), Londrina, Maceió e Maringá para a dos 15 aos 17 anos. Enquanto Aracajú (SE), Belém, Londrina, Maceió e Poços de Caldas pretendem sediar em 2010 a faixa dos 12 aos 14 anos em 2010; e Belém, Londrina e Maceió dos 15 aos 17 anos.

domingo, julho 27, 2008

Lista

O nome de Lindomar Garçon, o candidato do partido Verde a prefeito de Porto Velho (RO), está na lista da AMB. Ao colunista, explicou o motivo do processo: ter contratado um médico para prestar serviço ao povo do município de Candeias do Jamari. O médico, disse Garçon, acabou não recolhendo impostos e a bomba estourou em suas mãos. “Foi um erro administrativo...”, ponderou o candidato verde, para afirmar que a denúncia não tem base legal. Na opinião de Garçon a divulgação da lista tem motivações políticas. (Gessi Taborda).

Lei Seca não preocupa cliente de Seguradora

A tão falada “Lei Seca”, motivo de preocupação para muitos motoristas de todo o país, não é um problema para clientes que possuem seguro auto SulAmérica. Quem adquiriu os planos 3 e 4 da Assistência 24 horas conta, na relação de serviços, com o Motorista Amigo, que disponibiliza um motorista para levar o segurado e seu veículo para casa em segurança. A nova Lei 11.705, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, está mudando hábitos de muitos brasileiros. Agora, com o consumo de pequenas doses de bebidas alcoólicas, o motorista está sujeito a punições severas. Por isso, tem sido cada vez mais freqüente a preocupação das pessoas em não dirigir alcoolizadas, mesmo que a dose tenha sido pequena. Prova disso foi a crescente demanda pelo Motorista Amigo. Apenas na primeira quinzena do mês de julho, o serviço foi acionado sete vezes mais que o mesmo período em 2007. “Isso mostra que a população está respeitando a lei e que tem, cada vez mais, se conscientizado da importância de não dirigir alcoolizado” destaca o setor de Auto e Massificados da SulAmérica Seguros e Previdência. O serviço foi criado em 2000 e, desde então, tem sido acionado pelos motoristas com certa regularidade. Para incentivar ainda mais a utilização do Motorista Amigo, a seguradora criou uma campanha de marketing com anúncios e spots em rádios, lembrando o motorista de ligar para a seguradora para não dirigir alcoolizado. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

Charge


Batman em Batmais!

Só falta ter batida da PF na Acrópole! Tragédia grega! E Protógenes é nome de proctologista! BUEMBA! BUEMBA! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Direto do País da Piada Pronta! Rumo a Pequim! Sabe como se diz "estou perdido" em chinês? Ú ómi Lula! TÔ PERDIDO! Ú ÓMI LULA! E sabe por que o Lula tem inveja do camelo? Porque aí ele teria dois buchos: um pro churrasco e outro pra cachaça. Rarará! E o batbabado da semana: o Batman bateu na mãe! Então é o BATMÃE! Esse filme tá zicado: o Coringa morreu de overdose e o Batman bateu na mãe. O Batman bate recorde, bate na mãe e bate na irmã, como é o nome do filme? BATMAIS! E como disse um amigo meu: "Alguma coisa essa mãe fez!". Rarará! Diz que ela botou a fantasia do Batman na lavadora e a fantasia encolheu justo na sunga! E sabe o que o Batman faz quando pensa no Robin? Pega o batmóvel, vai pra batcaverna e bat uma! Rarará! E morcego já é uma coisa esquisita. Pela evolução, morcego transa até com a sogra. Por isso que transmite raiva. Rarará! E eu recebi a foto de uma clínica com três Ferrari e dois Porsche estacionados. CLÍNICA DE AUMENTO DE PÊNIS. Ou seja, ter Ferrari ou Porsche não é tudo! Ou é sintoma! E diz que o índio foi pro cartório trocar de nome. "Como é seu nome?" "Grande Nuvem Azul que Leva Mensagem Para o Mundo." "E quer mudar pra que nome?" "E-MAIL"! E por causa do Dantas, acaba de sair um novo tipo de habeas corpus.HABEAS MIOJO! Habeas corpus instantâneo. Três minutos e um copo d'água. Rarará! E diz que o Lula entrou com um novo pedido no Supremo: HABEAS COPUS! Rarará! E os vendedores de bilhete da Loteria Federal estão reclamando.Quando eles gritam "Olha a Federal! Olha a Federal!", sai todo mundo correndo! Rarará! E a Operação Solta-e-Agarra? Tá ficando muito erudita. Olha essa: "Heráclito processa Protógenes". Não tá dando mais pra minha língua: Heráclito, Protógenes, habeas corpus, Satiagraha. Só falta ter batida da PF na Acrópole! Tragédia grega! E Protógenes é nome de proctologista! Por isso, foi afastado: pra parar de enfiar o dedo em fiofó de banqueiro. Já imaginou o Lula dizendo "Heráclito processa Protógenes"? "Heráfito pocessa Potrógenes"! Potrógenes é potro em grego! É mole? É mole, mas sobe! Ou, como diz aquele outro: é mole, mas trisca pra ver o que acontece. E atenção! Cartilha do Lula. Mais um verbete pro óbvio lulante. "Oportunista": companheiro que trabalha no Opportunity. O lulês é mais fácil que o inglês. Nóis sofre, mas nóis goza. Hoje, só amanhã.Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno!(José Simão).

sábado, julho 26, 2008

Tráfico de votos!




Medo de grampos

A operação satiagraha está neste momento fazendo minguar as contribuições de campanha nos municípios – tanto as doações oficiais quanto as de caixa dois. Empresários, políticos e governos, tradicionalmente generosos estão com medo de grampos e de acabar caindo em alguma operação da PF. Há campanhas quase paradas por causa disso.

Nova obra do governo

O governador Ivo Cassol (RO) está empenhado em iniciar nos próximos dias, a construção da nova penintenciária feminina de Porto Velho. Com investimento da União e Estado, da ordem de R$ 3,5 mi, pretende-se atender à hiperpopulação carcerária, dar condições mais humanas às detentas e reduzir o déficit de vagas do sistema.

Efeito Cassol

Vem atingindo, segundo analistas, bom desempenho e com potencial de crescimento, a campanha do candidato do PV(43), Lindomar Garçon, rumo ao Palácio Tancredo Neves em Porto Velho (RO). No período de 20 de agosto a 01 de outubro, Garçon terá 6 minutos e 37 segundos de horário gratuito de rádio e TV. Às segundas, quartas e sextas-feiras. Observadores políticos, já dão de barato que a candidatura de Garçon estará no segundo turno. É a aposta no 'efeito Cassol', e na propaganda de rádio e TV.

Charge


Charge


Charge


Cassol diz que obras do teatro serão retomadas ainda em julho

O pontapé para o reinício da construção do teatro estadual, em Porto Velho (RO), foi dado na noite de quinta-feira, quando o governador Ivo Cassol, acompanhado da primeira dama Ivone Cassol, assinou a OS, que dará continuidade às obras paradas há mais de uma década. A solenidade reuniu centenas de pessoas, entre autoridades civis e militares no terreno onde hoje existem apenas escombros e armações de concreto do teatro estadual, na avenida Presidente Dutra, no bairro Pedrinhas. Entre elas estavam o vice-governador João Cahulla, e o chefe da Casa Civil, Odacir Soares, dentre outras autoridades. “Me sinto muito feliz de construir e realizar o sonho da população. Em breve nossa capital vai ficar equiparada com as demais capitais do País, uma vez que era a única do Brasil que não tinha um teatro, um espaço para as manifestações culturais. Depois de pronto, nosso teatro terá capacidade de público bem maior que o de Manaus (AM), Manaus, que possui 500 lugares. O nosso terá 700 lugares e mais uma sala para espetáculos pequenos com capacidade para 200 pessoas, além de salas para oficina de dança, cenário, iluminação e figurino. Será uma das mais modernas edificações do nosso Estado, depois do CPA”, salientou Cassol, que pretende ainda construir o bumbódrmo e um estádio de futebol maior.

sexta-feira, julho 25, 2008

Charge


Carlos Magno: "é um privilégio fazer parte da equipe de Cassol"

O governador do Estado de Rondônia, Ivo Cassol, empossou o ex-prefeito de Ouro Preto do Oeste, Carlos Magno, como secretário estadual de Agricultura e Regularização Fundiária. A escolha de Magno para comandar a recém-criada Secretaria já vinha sendo ventilada a cerca de dois meses atrás, quando o próprio Cassol em contato com a imprensa deixou claro o seu desejo de contar novamente com os serviços de Magno, a frente do primeiro escalão do governo, já que no primeiro mandato de Cassol, Magno assumiu a chefia da Casa Civil. A escolha de Carlos Magno para comandar a pasta da Agricultura e Regularização Fundiária significa que Cassol, busca colocar uma pessoa de conhecimento na área. Magno é técnico agrícola e chegou em Rondônia no ano de 1977 oriundo da cidade de Coromandel/MG para atua no projeto de Colonização do então Distrito de Ouro Preto do Oeste, que na época pertencia a Ji-Paraná. Magno já foi executor do Incra na região de Ouro Preto, ex-deputado estadual, duas vezes prefeito de Ouro Preto, além de ter ocupado importantes cargos públicos. Carlos Magno disse que é um privilégio fazer parte da equipe do governador Cassol. “Estou assumindo esta missão no qual nos confiou sabedor da grande responsabilidade que é o setor de agricultura e agrário em nosso Estado, desafios temos que ter em nossas vidas, mas dentro daquilo que sempre me pautei ao assumir um cargo público que é ter celeridade na condução dos trabalhos, saberei honrar a altura o convite a mim feito”, afirmou Magno que mais uma vez descartou qualquer envolvimento com a campanha política em Ouro Preto do Oeste.(OObservador).

Charge


Charge


Charge


Edinaldo na ADM

O advogado Edinaldo Lustoza assumiu a secretaria-adjunta de Administração do governo de Rondônia. O competente cultor das Leis e professor, desenvolveu intensa atividade como titular da Educação do governo Ivo Cassol. Mais uma vez, no exercício de função pública, demonstrou à sociedade seu empenho, criatividade, generosidade, operosidade, procurando não errar nunca, dedicação, zelo, honestidade na gestão do bem-comum. Sua passagem pela Seduc, deixou marcas indeléveis - que jamais serão esquecidas por professores, discentes e funcionários - de atingimento de índices satisfatórios na formação digital, educação profissional, educação básica, educação especial, alfabetização, educação de jovens e adultos etc. Seguramente, na pasta da Administração, ao lado do dinâmico titular Valdir Alves, o advogado Edinaldo Lustoza, continuará comprometido com a verdade, independente e contribuindo para elevar bem alto, perante à opinião pública, o conceito da administração Ivo Cassol.

Fenacor fecha com Seguradora

A diretoria da Fenacor aprovou a contratação do plano Bradesco Dental, que será oferecido às empresas corretoras de seguros associadas aos Sincors. O plano, em fase de implantação, terá um custo variando entre R$ 9,81 e R$ 12,75 e não haverá carregamento comercial: o produto poderá ser contratado diretamente no Sincor, que será estipulante do plano, junto com a Fenacor. Em breve, a Bradesco irá realizar treinamento nos Sindicatos para orientar o processo de comercialização, explica o setor da Fenacor, responsável por todo o processo de negociação com a Bradesco. Os sócios das corretoras de seguros poderão escolher, entre dois tipos de planos, aquele que melhor atende às necessidades da sua empresa: compulsório (a empresa assume todo o custo de contratação para sócios, funcionários e dependentes); ou adesão (o participante paga).

quinta-feira, julho 24, 2008

Seguros: Lei reduz preços

Em pouco mais de 30 dias de aplicação, a rigorosa fiscalização da lei seca já se mostrou capaz de preservar vidas no trânsito. Agora, os primeiros resultados econômicos da medida também começam a aparecer. Prevê-se que, nos próximos meses, o bolso dos motoristas será beneficiado pelo combate à perigosa combinação álcool e volante. As companhias seguradoras de veículos de Brasília estão se preparando para contemplar os clientes com descontos que podem variar de 10% a 20% no valor das apólices. A tendência de descontos não está restrita apenas ao DF. A Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor) calcula o mesmo índice de redução, em até seis meses, no preço nacional do seguro. As próprias companhias já reconhecem a redução do índice de acidentes registrados. Se o número de acidentes cai, as despesas das companhias também caem. No entanto, a queda dos preços só será mantida se o rigor na fiscalização a motoristas embriagados permanecer. Se não houver a fiscalização, não haverá prevenção de acidentes. E precisamos combater os acidentes pela vida dos nosso clientes e para abaixar os preços. A motivação das seguradores deve-se aos benefícios que a lei seca trouxe para o trânsito do DF nos últimos 34 dias. O Departamento de Trânsito local (Detran) verificou que o número de acidentes com mortes nas vias do DF cairiam 20,5% no primeiro mês de vigência da norma, em comparação com o mesmo período do ano passado. Em 30 dias, o Corpo de Bombeiros do DF reduziu em 16% a atuação em atropelamentos e acidentes nas pistas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) apontou o DF como a segunda unidade da Federação com a maior redução no número de atendimentos a emergências. Apenas nos primeiros 20 dias de lei seca, o socorro do Samu. Os dados positivos levam as seguradoras a estudarem descontos aos clientes. A tendência é de que as empresas transfiram o benefício que serviria para cobrir os prejuízos materiais para abonos àqueles que renovarem a apólice ou assinarem o primeiro contrato de seguro do carro. O benefício que poderá ser dado ao cliente será motivado pela grande competição entre as seguradoras. A queda no valor do seguro deve ocorrer a médio e longo prazos. Sempre que ocorre um acidente que as seguradoras chamam de sinistro as companhias indenizam as perdas financeiras do segurado. As coberturas de acidentes de trânsito representam 55% dos gastos totais das empresas, de acordo com estatísticas. Esse valor caiu 40% no último mês, nas mais de 30 seguradoras locais. Apesar de o risco de acidentes e de o perfil de cada motorista variar de estado para estado, a Fenacor argumenta que em função de a lei seca ser aplicada de forma igual no país inteiro, o reflexo dela nas seguradoras e na vida dos motoristas também tende a ser o mesmo.

Encontro em BSB: RO presente

O governo de Rondônia se faz presente em mais um grande evento da mídia nacional que reuniu no Hotel Lakeside, em Brasília, assessores de comunicação de todos os estados do país: o I Encontro Nacional de Assessores de Comunicação, promovido pelo Ministério da Justiça e Secretaria Nacional de Segurança Pública. O evento tem como principal objetivo a troca de experiências de comunicação entre os participantes na área de segurança e mostrar as ações na área de comunicação que deram certo no Brasil. Ricardo Balestreri, secretário nacional de Segurança Pública, ao dar as boas vindas aos participantes, explicou a importância da correta comunicação entre governo e população numa questão tão delicada como é a segurança pública, uma das principais preocupações da população nos dias de hoje. Ronaldo Teixeira fez a palestra inicial do encontro, quando destacou os principais objetivos do Pronasci: melhorar a segurança pública e o sistema prisional, promover melhor acesso à justiça, oferecer alternativas de ressocialização à apenados, enfrentar o crime organizado e a corrupção policial e garantir a recuperação de equipamentos policiais e espaços públicos. Balestreri, inclusive, justificou a ausência ao evento do ministro da Justiça, Tarso Genro, que na manhã desta quinta-feira dirigia-se ao Rio para lançar na OAB local um programa nacional de combate à corrupção policial. O secretário apresentou a situação de violência no país onde, curiosamente, Rondônia não é contemplado com recursos do Pronasci, na casa de R$ 6 bilhões até 2010. Questionado o motivo da ausência, ele justificou dizendo que somente os 12 estados com maior índice de criminalidade ou com focos localizados de violência foram contemplados, e Rondônia não se encontra nestes patamares, mas será contemplado no segundo semestre deste ano, como já informado pelo ministro ao governador Ivo Cassol na semana passada. No encontro, que se estenderá nesta quinta e sexta-feira (24 e 25) serão debatidos e apresentados, entre outros temas: Planejamento da Comunicação em Crises, Novas Tendências na Cobertura de Criminalidade e Gerenciamento de Crises na Segurança, com palestras, apresentações e debates entre os participantes para troca de experiências. Rondônia foi convidado e está representado no encontro pelo diretor de Comunicação Social do Governo, Marco Antonio Santi; Dalton di Franco, representando a Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania; além de Lenilson Guedes e major André Glanert, assessores de imprensa da Polícia Militar. Todas as despesas do encontro, (transporte, hospedagem e alimentação) correm por conta do Ministério da Justiça através do Pronasci.

Marli assume Seduc

No início da noite de ontem (23) o governador Ivo Cassol (RO) recebeu em seu gabinete a nova secretária de Educação, Marli Cahulla, praticamente encerrando a mini-reforma administrativa do governo do Estado. Marli assume oficialmente a Seduc hoje, durante solenidade de posse dos novos secretários na festa de lançamento das obras do teatro da capital. Além de Marli Cahulla assumindo o cargo de secretária, a Seduc terá nova coordenadora pedagógica: a professora Irani Freire, ex-secretária de Ação Social, retorna à Seduc para assumir o cargo que pertencia a Marli Cahulla.

Charge


Charge


Cravo e ferradura

O ministro Carlos Minc, do Meio Ambiente, está preparando operação midiática contra desmatadores da Amazônia, na próxima semana, que pode contar até com a participação do Exército. Por outro lado, Minc vai baixar portaria diminuindo "para 5%" as exigências burocráticas para que pesquisadores "de instituições públicas de notória excelência", como USP, Unicamp e universidades federais, tenham acesso à biodiversidade dos parques nacionais. "Biopirata é biopirata; cientista é cientista", diz Minc. As universidades seriam co-responsáveis pelo que seus cientistas fizerem nos parques. "Voltaremos a ser eco-aliados", diz ele.

Charge


quarta-feira, julho 23, 2008

Lula: inflação não voltará!

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a afirmar hoje, em entrevista concedida ao sair do Palácio do Itamaraty, aqui em Brasília, que seu governo tomará todas as medidas necessárias para combater a inflação e declarou que ela não voltará a perturbar a economia brasileira.

Nova Frente

A recém-criada Frente Parlamentar de Comunicação Social mudou seu nome de batismo na última hora. Estava tudo combinado para que ela se chamasse Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão. A frente nasce integrada por 38 senadores e 198 deputados.

Garçon no rádio e TV

Candidato da coligação “Porto Velho, Terra da Gente”, Lindomar Garçon (PV), iniciou as gravações para o programa eleitoral, cujo primeira veiculação no rádio e TV acontecerá no dia 19 de agosto. Com marketing liderado pelo publicitário Jari Luiz, o mesmo que trabalhou nas duas campanhas vitoriosas do governador Ivo Cassol (sem partido), Garçon é um dos primeiros concorrentes ao Palácio Tancredo Neves a se preocupar com as gravações de televisão, fundamentais nesta campanha. A campanha do candidato da coligação “Porto Velho, Terra da Gente” ganha novo gás a partir da próxima semana, quando o comitê começa a trabalhar efetivamente com a disponibilização de agenda de eventos públicos. Garçon começou também a elaboração do plano de governo e pretende anunciá-lo à comunidade ainda neste mês de julho.Fonte: Rondoniagora.com

Seguros: alívio no bolso

O risco de pagar multa de quase R$1mil, e perder a carteira de motorista e ser preso afastou muitos brasileiros dos bares e restaurantes. Com a lei seca, quem gosta de sair para beber deverá gastar dinheiro com táxis e motoristas de estabelecimentos que entregam o cliente em casa. Por outro lado, pode economizar no seguro. Com a diminuição dos acidentes, os valores das apólices de automóveis tendem a diminuir. Na cidade de São Paulo, o Instituto Médico Legal registrou queda de 57% nas mortes por acidente desde o final de junho. Isso significa menos ocorrências de trânsito e menos sinistros a serem pagos pelas seguradoras. Como as colisões representam de 35% a 60% do valor do prêmio pago, essa economia poderá ser repassada aos motoristas. Nos EUA, quem utiliza pouco o próprio veículo pode ter desconto de até 15% no valor da apólice. Em 2007, as seguradoras gastaram R$2,5bi com acidentes. Estima-se que o efeito da lei seca poderá reduzir os prêmios em torno de 10%. Haverá espaço para isso. Em 2007, as indenizações para sinistros de colisões representaram 54% (ou R$ 2,5 bilhões) dos desembolsos das seguradoras. As companhias dizem que a queda nos preços é possível, mas não agora. "A redução acontecerá se os acidentes continuarem diminuindo e permanecerem assim por seis meses a um ano", explica a Porto Seguro. Outra questão relevante é o cumprimento da lei. "É preciso persistir o rigor da fiscalização", diz a Bradesco Seguros. Outros fatores de risco podem influenciar o custo do seguro. "O preço varia conforme a cidade e a região. Se os roubos aumentam, acabam compensando a diminuição de colisões", afirma a Mapfre.Quem vai determinar é a concorrência. A Federação Nacional de Seguros Gerais acredita que três meses são suficientes para o reajuste de preços. "Pode ser que isoladamente alguma seguradora baixe antes, o que eu acho pouco provável", diz a Fenseg.

Mortes no trânsito/bafômetro: bendito aparelhinho


Jirau: projeto definitivo será entregue à Aneel

Após a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica homologar o resultado do leilão de Jirau, negando recurso impetrado pelo consórcio Jirau Energia, o consórcio Energia Sustentável, afirmou que o novo projeto da usina deverá ser entregue à Aneel e ao Ibama já nesta sexta-feira, (25). A reguladora só poderá emitir um parecer sobre as mudanças propostas depois da assinatura dos contratos.

Charge


Festa para o teatro e posse de secretários

Na mesma solenidade, marcada para em frente às fundações do teatro, o governador Ivo Cassol empossará os novos secretários que vão compor a sua equipe de governo. Cassol assina na noite desta quinta-feira (24), a ordem de serviço da retomada da construção do teatro estadual. A obra localizada entre as ruas Tabajara e José Camacho no bairro das Pedrinhas, há mais de 10 anos está parada. Recentemente, o governo tentou retomar a construção e foi impedido. Sanado o problema, “vamos poder dentro de, no máximo um ano e meio, entregar a sociedade o nosso teatro”, disse o secretário da Secel, Jucelis Freitas. Para marcar a retomada da construção do teatro, a secretaria de Cultura, através da gerência de cultura, programou para a tarde/noite uma série de shows que envolvem apresentações. “A partir das 17h, vamos apresentar show de paraquedismo, apresentações de fanfarras, shows musicais. Apresentação de quadrilhas juninas e bois-bumbás; bateria de escola de samba, performances teatrais e banda de rock”, informa o gerente de cultura, Luiz Gouveia. Na mesma solenidade, marcada para em frente às fundações do teatro, Cassol empossará os novos secretários que vão compor a sua equipe de governo.

Charge


Seguro: saiba quando vale a pena fazer

Já é possível fazer seguro de computador pessoal, de câmera fotográfica e até de roupas e acessórios. As opções são variadas e só este ano movimentaram R$ 5 bilhões em negócios. Mas os órgãos de defesa do consumidor recomendam precaução. Dependendo do valor, nem sempre a garantia vale a pena. Há 15 dias, Felipe quebrou o punho na aula de educação física. Foi atendido em um hospital particular graças ao seguro de saúde, contratado assim que ele entrou na escola. A mãe de Felipe diz que o valor nem fez diferença no bolso. “Já está incluso o seguro na matrícula. Valeu muito a pena”, conta. O vendedor Claudyus Batista assegurou a principal ferramenta de trabalho: o notebook. São 12 prestações de R$ 21 por mês. “Você tem uma parcela mensal baixa que não vai fazer tanta diferença na sua despesa mensal e que garante o patrimônio”, comenta o vendedor. Com a variedade de opções, os seguros estão ficando populares e mais gente tem contratado o serviço. Neste ano, as principais vendas foram para quem busca tranqüilidade durante a viagem: perda de bagagens, atendimentos médico e odontológico. Segundo a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida, até maio o aumento foi de 36% em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas chegaram a R$ 7 milhões. Em uma corretora de seguros, a procura maior foi nas viagens para países do Mercosul. “À medida que você vai passando a ter o foco nesse tipo de produto, a tendência é reduzir o valor contratado. Ou seja, aumentam as coberturas e reduz o custo, sendo mais acessível até para o próprio cliente”, explica o securitário Cyro Alves. Mas Geraldo Magela Freire, presidente da comissão de defesa do consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), alerta: o consumidor deve ficar atento aos juros que podem estar embutidos no preço. “Tem que, primeiro, saber se a seguradora é idônea e se ela tem tradição no mercado. Ele tem também que verificar se o percentual é condizente com a dívida que ele está assumindo”, alerta Geraldo Magela Freire. É fundamental também ficar de olho no contrato. A estudante Bruna Villani deu sorte na hora que mais precisava. Na última viagem aos Estados Unidos, ela rompeu um tendão do joelho esquiando. Como tinha proteção para esportes radicais incluída no pacote, resolveu tudo sozinha. “Você tem que ler realmente todas as instruções do seguro e saber pelo o que você está pagando. Longe de casa, tudo pode acontecer”, comenta a estudante. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

Dias de cão

Engana-se quem pensa que o recesso da Assembléia Legislativa de Rondônia acalmou o mundo político-administrativo, gente do Executivo e da órbita do poder em Porto Velho. Nos bastidores, até amanhã à noite, continua um alvoroço em vários órgãos por conta de mudanças. Uma verdadeira guerra surda de quem cai e de quem fica, com gente na muda por todo canto. Quem viver, verá.

Longe de candidato

Alguns deputados e senadores Fátima Cleide (PT) e Valdir Raupp (PMDB), ambos de Rondônia, aproveitaram o recesso para ficar na capital da República descansando. Isso mesmo. É que, sabe como é, nessa temporada eleitoral Brasília é o local mais seguro para ficar longe de candidatos atrás daquela "ajudinha" financeira básica para a campanha.

Tô fora!

O PMDB está em chamas por conta da disputa entre os consórcios Madeira Energia (Furnas/Odebrecht), e o rival Energia Sustentável (Suez e Camargo Correa), pelo direito de construir a hidrelétrica de Jirau, no rio Madeira (RO). Furnas estaria tentando reverter o resultado da licitação. A batata quente estaria com Dilma Roussef, ministra-chefe da Casa Civil. A Aneel confirma a vitória do consórcio Energia Sustentável na disputa Enquanto isso, o senador Valdir Raupp faz cara de paisagem diante do problema. Ele não quer colocar ou botar azeitona na empada de ninguém. Quem viver, verá.

Charge


Charge


Eleições 2008

Finalmente, começa a ser conhecida a ficha dos candidatos às eleições de outubro.A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) está divulgando em seu site informações importantes sobre candidatos, para que o eleitor possa fazer sua escolha com mais segurança.A ONG Transparência Brasil vem fazendo coisa semelhante há algum tempo, e agora a idéia ganha força, na medida em que os dados publicados pela AMB são fornecidos por juízes em todo o país e checados com cuidado redobrado.Isto porque não se trata de uma condenação a esses candidatos, mas de divulgação.

Seguradoras preocupadas com o clima

As conseqüências das mudanças climáticas estão atingindo em cheio os cofres das companhias de seguros. Nos últimos 30 anos, a média de pagamentos de sinistros por conta de desastres climáticos, como tempestades e enchentes, aumentou 15 vezes. Em 2005, o setor teve perdas de aproximadamente US$ 60 bilhões em decorrência de catástrofes naturais. E a previsão para o futuro é de que os gastos com sinistros dessa natureza continuem aumentando. Pesquisa apresentada pela Allianz Seguros esta semana, durante o Fórum Internacional de Seguros, promovido pela empresa em São Paulo, estima que a média de perdas das seguradoras, entre 2010 e 2019 seja de US$ 41 bilhões ao ano. De acordo com Lutz Cleemann, coordenador da pesquisa e chairman da Allianz para o desenvolvimento sustentável, o pico de perdas nesse período pode atingir US$ 100 bilhões. “Não estamos inventando problemas. Dados científicos comprovam as mudanças. Houve um aumento no número de desastres naturais como tempestades, inundações, secas”, destaca Cleemann. O presidente da Allianz, Max Thiermann, acredita que o mercado segurador deve produzir estudos científicos e acadêmicos sobre o tema para ajudar as empresas a evitar prejuízos. A Allianz fechou uma parceria com a WWF para realizar esse tipo de pesquisas. “As mudanças climáticas eram pouco consideradas nos cálculos das seguradoras. Agora, as previsões futuras estão sendo utilizadas para avaliar o risco”, acrescenta Cleemann. Os gastos das seguradoras com o pagamento de sinistros não têm acompanhado o crescimento da venda de apólices. Em 2007, o setor cresceu globalmente apenas 3,3%. O coordenador da pesquisa defende que as companhias de seguro criem alternativas para reduzir os riscos e incentivar as empresas a adotarem tecnologias menos agressivas ao meio ambiente. No futuro, ele acredita que será possível dar descontos nas apólices, por exemplo, a consumidores que utilizem veículos cuja emissão de gás carbônico na atmosfera seja reduzida. Karen Suassuna, analista do Programa de Mudanças Climáticas e Energia da WWF Brasil, esclarece que ainda não há dados precisos sobre os impactos das mudanças do clima na economia no Brasil. Porém, destaca que os mapas de chuva e temperatura elaborados a partir de dados históricos mostram que os dias serão mais quentes e mais secos, especialmente nas regiões Norte e Nordeste, a partir de 2071. “Destruir a Floresta Amazônica, por exemplo, significa prejudicar o ciclo de chuvas no sul da América Latina, onde há grande produção de grãos. Então, conter os impactos das mudanças não interessa só à preservação do planeta, mas aos setores ligados ao desenvolvimento do país”, enfatiza. A Allianz e a WWF elaboraram um ranking que apontou os países do G8 (formado por Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos) que mais contribuem para o acontecimento de mudanças climáticas e como eles estão se preparando para atingir as metas definidas no Protocolo de Kyoto. Eles precisam assumir a responsabilidade de reduzir as emissões de gás carbônico (entre 25% e 40%). Os Estados Unidos estão no fim da lista e são os que menos adotaram políticas para reduzir a emissão e ainda possuem forte dependência de petróleo e carvão como fonte de energia. Canadá e Rússia também foram mal avaliados. Os melhores no ranking são Reino Unido, França e Alemanha. Mas eles ainda precisam acelerar as políticas para atingir as metas. Os países em desenvolvimento (o G5, formado por Brasil, China, Índia, México e África do Sul) também receberam avaliação no estudo, mas não foram colocados em ranking. O Brasil emite baixas quantidades de gás carbônico, por causa da geração de energia elétrica em hidrelétricas. As queimadas, no entanto, ainda são um desafio para o país. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

Batman bate na mãe!

Agora, o Christian Bale vai ter que pedir um habeas corpus, um BATCORPUS! BUEMBA! BUEMBA! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Direto do País da Piada Pronta!Rumo a Pequim! Sabe como se diz "estou perdido" em chinês? "U ómi lula!" Rarará! TÔ PERDIDO! U ÓMI LULA! E em Sampa tem um túnel com problemas de iluminação.Como é o nome do túnel? Noite Ilustrada. Noite Ilustrada fica às escuras! Rarará!E sabe por que o Batman não consegue prender o Coringa? Porque ele pediu um habeas corpus! É o BatCorpus. O Super-Habeas! Últimas notícias: o ator Christian Bale, o Batman, foi preso porque bateu na mãe.Então é o BATMÃE! Rarará! Ele que vai pedir um habeas corpus, um BATCORPUS! E sabe o que o Batman faz quando vê o Robin?Pega o batmóvel, vai pra batcaverna e bat uma. Rarará! Sabe por que o Batman é apaixonado pelo Robin? Porque amor de morcego é um amor cego! E mais um recado da Dercy do twitter.com/dercy: "Tô tomando um brunch com o Chacrinha, vou almoçar com o Paulo Autran e jantar com o Bolinha". Rarará!E eu recebi uma foto duma clínica com três Ferraris e dois Porsches estacionados na frente. Clínica de Aumento de Pênis.Ou seja, ter Ferrari ou Porsche não é tudo na vida! Ou então é sintoma! Rarará!E os Gornaldos? O Gornaldinho Gaúcho foi pro Milan. E vai vestir a camisa 80. Jogador com o peso na camisa. O Milan tem essa mania. Pro Gornaldo FOFÔNEMO deram a camisa 99. Jogadores com o peso estampado na camisa! Como se diz em futebol: é o peso da camisa!E diz que um índio foi pro cartório pra mudar de nome. "Como é seu nome?" "Grande Nuvem Azul que Leva Mensagem para o Mundo." "E quer mudar pra que nome?""E-MAIL." Rarará! É mole? É mole, mas sobe! Ou, como diz aquele outro: é mole, mas trisca pra ver o que acontece!Antitucanês Reloaded, a Missão.Continuo com a minha heróica e mesopotâmica campanha "Morte ao Tucanês". Acabo de receber mais um exemplo irado de antitucanês. É que em Campo Maior, no Piauí, tem um armazém chamado ARMAZÉM DO PÓ! Ueba! Já imaginou se fosse no Rio? Mais direto, impossível. Viva o antitucanês. Viva o Brasil!E atenção! Cartilha do Lula. Mais um verbete pro óbvio lulante. "Mutante": companheiro fardado que fica multando carro! O lulês é mais fácil que o inglês. Nóis sofre, mas nóis goza. Hoje, só amanhã! Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno! E vai indo que eu não vou! (José Simão)

Novas mídias

A justiça eleitoral do RS mandou tirar do ar uma página do Orkut sobre a deputada do (PCdoB), candidata à prefeitura de Porto Alegre. Alegou que, pelas regras do (TSE), cada candidato pode ter apenas uma forma de expressão na internet. A decisão vai na contramão do conceito de informação livre representado pela internet. A rede é o meio mais democrático de comunicação. Qualquer um pode montar seu blog, site ou comunidade no orkut. E só freqüenta quem achar legal.Melhor seria liberar e deixar que se destaque quem sabe lidar com as novas mídias.

Senador amigo

Visto para os EUA? Fale com o senador Heráclito Fortes (PI), presidente da Comissão de Relações Exteriores. Ele oferece benefícios a parentes de amigos.

terça-feira, julho 22, 2008

Nelma em Jaru


A primeira dama do estado de Rondônia, D.Ivone Cassol, manifestou apoio à advogada Nelma Guedes, candidata à prefeitura do município de Jaru.

Charge


Tô nem aí !

Nos seis primeiros meses de 2008, nenhuma votação no Senado conseguiu reunir todos os 81 senadores. Fátima Cleide (PT-RO) com 33,3 por cento está na lista dos parlamentares mais faltosos.

Charge


Teatro: artes cênicas e sociedade comemoram

A classe teatral e a sociedade de Porto Velho comemoram a assinatura do termo de doação da União para o estado de Rondônia, do terreno onde será construído o teatro. Paralisada há 10 anos por conta de impasse, as obras serão retomadas ainda este ano, visto que o estado já tem a sua disposição para a construção, cerca de R$ 17 milhões. A doação só foi possível devido à interferência do governador Ivo Cassol e dos parlamentares junto ao Ministério da Defesa e o Exército, que se sensibilizaram com o fato de Porto Velho ser a única capital no país a não ter um teatro estadual. “ Um espaço destinado às artes cênicas é de extrema importância para uma população. A arte tem o poder de mudar o comportamento das pessoas”. O teatro contará com uma sala de espetáculos com capacidade para 700 pessoas, uma outra para espetáculos menores com 250 lugares, salas para oficinas de dança, teatro e outras atividades .

Web, eleição e contramão

A campanha a presidente dos EUA de Barack Obama, segundo Ricardo Noblat, passará à História como um marco do uso maciço e inteligente da internet para atrair votos e apoios de toda natureza. Por estas bandas, este ano, se dará o contrário com a campanha de candidatos a prefeito e vereador. A Justiça brasileira está na contramão quando tenta limitar o uso da internet com fins políticos. A página do candidato não pode ser relacionada com outros sites gratuitos como forma de extensão da propaganda eleitoral. Faz sentido? Nenhum. Rigorosamente nenhum. A internet é o último espaço de liberdade do homem a salvo do controle do Estado, observou o ministro Carlos Ayres Britto, presidente do TSE. Em questão de minutos, qualquer um de nós pode criar uma página, hospedá-la em provedor de outro país e publicar o que quiser. Como impedir que um eleitor do Garçon ou do Siqueira faça isso? Como impedir que qualquer candidato faça isso?

Mapfre incorpora Vida

A Mapfre Seguros e a Vida Seguradora anunciam a consolidação de seus negócios. Desde o dia 1º de julho, a Vida Seguradora integrou-se à Mapfre, passando a fazer parte do segundo maior grupo segurador do Brasil em seguros de vida. Essa parceria terá como premissa focar a excelência na prestação de serviços e promover tratamento diferenciado e exclusivo para cada um dos seus públicos estratégicos. O corretor de seguros que opera com a Vida Seguradora continuará a contar com atendimento exclusivo de uma equipe comercial. A Mapfre manteve a estrutura e o sistema corporativo da Vida Seguradora para os processos de emissão e faturamento da produção, que continuam centralizados na sede da Vida, no Rio. Os colaboradores da área comercial da empresa foram integrados ao novo grupo e já estão devidamente instalados e prontos para atender suas solicitações. Eles estão trabalhando nas sucursais da Mapfre e, caso o corretor tenha alguma dificuldade em contratá-los, basta acionar o ponto de venda da Mapfre mais próximo da sua cidade. Os endereços completos estão no site www.mapfre.com.br em Pontos de Vendas/Sucursais. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

Charge




Em gotas

A Associação dos Magistrados Brasileiros deverá adiar a divulgação da lista completa de candidatos com "ficha suja", inicialmente marcada para 18 de agosto. A AMB alega que a greve dos Correios atrapalhou a comunicação com juízes eleitorais, e promete os primeiros dados para hoje.

segunda-feira, julho 21, 2008

Usinas podem provocar redução da tarifa

A entrada em operação das usinas de Jirau e Santo Antonio, no Rio Madeira (RO) , terá impacto positivo no preço da tarifa de energia. A expectativa é da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em 2012 ou 2013, “quando entrar essa energia, vai baixar [a tarifa]”. Especialmente a energia que será produzida pelas usinas de Santo Antonio e Jirau tem menor custo previsto do que a energia dos leilões de outras fontes.

Susep combate mercado marginal de seguros

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) criou, através da Portaria 2.986/08, comissão especial permanente para estudar e propor medidas no sentido de combater o exercício irregular da atividade de seguro por entidades não autorizadas a funcionar como seguradoras. A norma, assinada pelo superintendente da autarquia, Armando Vergílio, visa a agilizar o exame das denúncias e ações de repressão, empreendendo as providências complementares cabíveis junto à Polícia Federal, Ministério Público e outras autoridades competentes. Neste primeiro momento, o foco da comissão deverá ser direcionado para associações e cooperativas, que comercializam produtos, no formato de planos de rateio, mas com características idênticas a de contratos de seguros. A comissão irá interagir com as entidades do mercado, especialmente a Fenacor, a Fenseg e sindicatos no combate às práticas irregulares. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

Experiências exitosas no Iperon

O presidente do Instituto de Previdência do Estado de Rondônia (Iperon), Cezar Licório, aposta no incondicional apoio do governador Ivo Cassol, Caixa Econômica Federal e Assembléia Legislativa, para reduzir o déficit atuarial do Instituto. Cezar Licório, em curto espaço de tempo, tem executado ações, "olhado para a frente", dado visibilidade e mobilidade às ações de governo, conseguindo unificar o regime previdenciário, atingir o equilíbrio econômico-financeiro, blindar recursos de caixa, acelerar o levantamento de débitos de autarquias, empresas e Poderes, cobrar dívidas "engavetadas", dar tranquilidade a inativos e pensionistas, inserir o Iperon em fundos de multimercado, e aprovar a proposta da política de investimentos. Cezar Licório está em Brasília. Na 25a. Reunião Ordinária do Conselho Nacional dos Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social e Conaprev/Ministério da Previdência.

Charge


Eu acredito. E você?


domingo, julho 20, 2008

Porto Seguro

O Prêmio Porto Seguro Fotografia 2008 está com inscrições abertas até 24 de agosto. Os interessados devem participar com no mínimo de três e no máximo dez fotografias em cor, preto e branco ou imagens manipuladas por computador, obrigatoriamente impressas. Serão aceitos também outros suportes nos casos em que o trabalho for finalizado no formato de audiovisual, DVD ou outras mídias. Uma comissão de premiação vai selecionar cincos trabalhos que concorrerão a prêmios que totalizam R$ 94 mil.

Seguro de Vida premia segurados

Oferecer segurança, tranqüilidade e bem-estar para família. Esse é o objetivo de quem adquiri um seguro de vida. Mas os clientes da SulAmérica Seguros e Previdência buscam mais que isso, já que ao fazer o seguro de vida individual “SulAmérica Você”, os segurados concorrem a sorteios, realizados pela Loteria Federal, de prêmios equivalente a 130 vezes o valor bruto mensal pago no mês anterior ao sorteio. No mês de julho, a SulAmérica contemplou clientes. Os corretores responsáveis por essas apólices também foram premiados. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

Charge


Cassol sanciona Fundiária para Magno

A criação da secretaria de Estado de Agricultura e Regularização Fundiária - Sarf - foi consolidada depois que o governador Ivo Cassol sancionou a lei aprovada pela Assembléia Legislativa de Rondônia. Segundo representantes do setor no interior e na capital, o ex-chefe da Casa Civil, Carlos Magno, preenche todos os requisitos para se tornar o primeiro titular da nova Pasta. Quem viver, verá.

sábado, julho 19, 2008

Charge


Cheque sem fundos

O cheque assinado por um dos co-correntistas não alcança e nem compromete o outro. O juiz da 16ª Vara Cível de Brasília determinou que o Banco do Brasil pague indenização de 7.500 reais por danos morais a uma cliente incluída no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos – CCF. Além da indenização, o juiz deferiu liminar para que o banco exclua de imediato o nome da cliente do cadastro. A ação foi ajuizada em 2006. Segundo a autora, primeira titular de uma conta-corrente conjunta com o marido, em 2003, o cônjuge, segundo titular, emitiu um cheque sem fundos no valor de R$ 258,56, que foi devolvido por duas vezes, com conseqüente inclusão no CCF. Afirma que foram informados antecipadamente pela instituição financeira sobre a inclusão do nome do marido no CCF, embora não tenham recebido qualquer comunicação quanto à negativação do seu nome. Alega que por esse motivo sofreu constrangimentos e ameaças na praça. Na contestação, o banco afirmou que ambos sabiam do ocorrido e que a requerente conhecia a existência de dívida do esposo na instituição, tanto que ingressaram juntos na Justiça com ação revisional questionando o valor. Segundo o réu, a inscrição dos correntistas no CCF foi feita de acordo com as instruções do Banco Central. O banco negou, ainda, a existência de ameaças ou constrangimentos à autora e solicitou o arquivamento do processo por prescrição. A sentença do juiz, no entanto, foi clara: “não há prescrição no caso em apreço. O conflito trazido aos autos trata de típica relação de consumo, como disposto na súmula 297 do STJ. Logo, para a pretensão de reparação dos danos causados pelo serviço aplica-se o prazo qüinqüenal, previsto pelo art. 27 do CDC.” Ainda segundo a decisão, “também não procede a alegação do banco de que por ser a requerida co-responsável pela dívida a inserção de seu nome no referido cadastro seria justificável.” “A responsabilidade na emissão das cártulas somente pode ser imputada ao emitente e o banco possui meios de verificar quem é o responsável, por meio da conferência de assinaturas. O débito vincula-se à cártula e não ao contrato bancário entre os correntistas e a instituição financeira. Do contrário, estar-se-ia privilegiando um comportamento abusivo e ofensivo aos dispositivos do CDC que versam sobre esses bancos de dados. As informações transmitidas aos órgãos de proteção ao crédito devem ser verazes e objetivas, desprovidas de qualquer inexatidão, dúvida ou incerteza”, explica o magistrado. Ainda cabe recurso da decisão. Nº do processo:2006.01.1.070382-6

Joarez Jardim no detran

O chefe adjunto da Casa Civil, Joarez Jardim assume a direção-geral do departamento Estadual de Trânsito – Detran/RO. O anúncio foi feito pelo governador Ivo Cassol durante a abertura do II Encontro de Servidores de Ciretrans de 2008, que acontece até o próximo domingo no município de Ji-Paraná. Em seu discurso, antes de anunciar o nome do novo diretor, Cassol destacou o trabalho desenvolvido pelos dois últimos diretores, advogada Jaqueline Cassol de Souza e delegado Eduardo Batistela.Também elogiou o trabalho do atual diretor Elenilton Eler, que voltará a exercer a diretoria adjunta da instituição. Cassol lembrou ainda, do desafio que é conduzir um órgão fundamental para a comunidade. “Joarez já demonstrou sua capacidade e é importante que ele conte com o apoio de todos para continuar com o trabalho encontrado pelo seu antecessor, para que assim, o processo de modernização das novas sedes das Ciretrans, seja desenvolvido, com treinamentos, e atendimento de qualidade à população”.

Farmacêuticos terão manual

Com a proposta de orientar os farmacêuticos que atuam na indústria para as Boas Práticas de Fabricação (BPF), o Conselho Federal de Farmácia (CFF) está elaborando, por meio da Comissão de Indústria e Transporte, o "Manual de Orientação para assunção de responsabilidade técnica industrial e de transporte". O material, conforme a secretária geral do CFF, Lérida Vieira, tem como base a Resolução 387/02, do CFF, que regulamenta as atividades desses profissionais, definindo que os mesmos devem possuir profundos conhecimentos dessas práticas. No manual, ainda segundo Lérida Vieira, que é conselheira federal para Rondônia e Acre, serão definidos princípios e linhas de base para atuação do profissional farmacêutico nas indústrias farmacêuticas, cosméticas, de produtos para saúde, veterinárias, de alimentos e farmoquímicas.Para tratar sobre o transporte de medicamentos, atividade que tem o farmacêutico como responsável técnico a Comissão de Indústria e Transporte do CFF irá promover, ainda neste ano, o I Seminário Nacional de Fabricação, Distribuição e Transporte de Produtos Farmacêuticos e Afins. No evento, que atenderá a uma outra resolução, a de número 433, aprovada em 2005, serão estabelecidos parâmetros da função, considerando que muitas vezes os medicamentos chegam aos seus destinos com a composição alterada devido à falta de boas práticas de transporte. A Comissão de Indústria e Transporte do CFF é composta pelos farmacêuticos Ely Camargo(SP), Edson Rollemberg Albuquerque Júnior (SP), Sonja Helena Madeira Macedo (SP) e Maria Goretti Arrais Rezende (GO).

Lei Seca: seguro do carro pode cair até 20 por cento

A queda do número de batidas poderá refletir nas apólices daqui seis meses.Concorrência acirrada entre seguradoras justifica o desconto ao consumidor. Após a 'lei seca', índice de batidas violentas caiu cerca de 50% . Para formar o preço do seguro do carro, as seguradoras usam um percentual para batidas em torno de 20% do valor total. É com esta margem que as empresas irão reduzir o valor das apólices devido ao impacto da ‘lei seca’ para motoristas, que já diminuiu em cerca de 50% o índice de batidas violentas. As seguradoras serão obrigadas a repassar ao consumidor uma redução entre 10% e 20% do preço das apólices por causa da concorrência acirrada no setor. "Existem 45 seguradoras que trabalham com seguro de automóveis no Brasil. Só 30% da frota tem seguro. É uma concorrência muito grande”. “A empresa que não reduzir os preços não vai vender”. A redução atingirá a faixa etária em que o seguro é caro: a dos jovens de até 30 anos. “Quem ocasionava esses acidentes eram os jovens até 30 anos e esses jovens normalmente são de poder aquisitivo um pouco melhor”. A queda nos valores só irá acontecer daqui, pelo menos, seis meses. “É quando será feita a reavaliação estatística dessa ocorrência, que apontará se diminuiu o índice de sinistro”. O consumidor não deve comemorar ainda, já que se houver alguma mudança na lei, o cenário será outro. “Há muita pressão sobre essa ‘lei seca’, é muito cedo para falar em queda no valor das apólice. O fator que mais conta na avaliação da apólice é o roubo. “Um seguro que cobre somente roubo e incêndio custa 60% do valor do seguro total.” A “bondade” das empresas de seguro em reduzir os preços é explicada pelo novo cenário que enfrentam. Apesar de o número de apólices ter aumentado com o boom nas vendas de carro novos, a lucratividade do negócio caiu. A época de aumento de preços de seguro acabou. “O preço das apólices reduziu no ano passado. A margem de lucro do negócio caiu a ponto de a maioria das empresas registrarem prejuízo. Entretanto, o volume permitiu o lucro financeiro”.Para retomar a lucratividade, as empresas querem aumentar o número de apólices. A meta é atingir 50% da frota em cinco anos. O volume também afeta o desempenho da empresa por causa do ranking. “Ela prefere perder dinheiro a ranking, porque compensa nas outras carteiras como saúde e previdência, que são mais rentáveis”. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

Ele voltou..!

O radialista e advogado Arimar de Sá está de volta ao rádio, depois de um curto período de hibernação. E voltou altivo, decente, digno, respeitado, isento e leal, como sempre tem sido, ao longo de sua brilhante carreira profissional. A ridícula gandaia, orquestrada por covardes, decaídos de espírito, hipócritas e bajuladores, freqüentadores contumazes das páginas policiais, derrubou Arimar da Rádio Rondônia, mas não o cidadão decente e o profissional respeitado, até mesmo por seus adversários. Por não curvar-se aos caprichos e devaneios de certos mequetrefes, Arimar, que sempre venceu na vida, graças aos seus méritos pessoais e profissionais, foi retirado do ar, deixou de apresentar um programa que ele, com sua competência e credibilidade, transformou-o em líder de audiência. Arimar foi apenas mais uma vítima da turma da intrigalhada e da indigência mental, que fez de tudo para atingir um homem de bem. Nada poderia ser mais deplorável e decepcionante. Erraram, redondamente, os bonifrates, se acreditaram que o rosário de torpeza, lançado contra o íntegro Arimar, causaria danos à sua honra e à sua credibilidade. Nada, absolutamente nada do que planejaram e executaram serviu para diminuir a dimensão humana, profissional e moral de Arimar. No intervalo em que ficou distante do microfone, Arimar contabilizou inúmeras manifestações de apoio e desagravo, que chegaram de todos os recantos do estado de Rondônia, por meio de telefonemas e e-mails, ou mesmo cumprimentos no meio da rua, na Igreja, nos supermercados, bares e nas repartições públicas. Elas vieram dos mais diferentes segmentos da sociedade: entidades públicas, sindicatos, chefes de família, políticos, advogados, empresários, presidentes e membros de instituições privadas ou simplesmente amigos. Todos, sem exceção, enaltecendo o comportamento digno, honrado e dedicado de Arimar, que tem sabido exerce a sua função com maestria. Arimar voltou. Agora, pelas ondas da Rádio Cultura FM, 107,9, onde apresenta, desde a semana passada, o programa “A Voz do Povo”, todos os dias, das 12h à 1h. E voltou, com a mesma intrepidez que o tem caracterizado, para a satisfação dos que apreciam um bom programa de entrevistas e, conseqüentemente, para o desespero dos políticos messiânicos, os mesmos vermes que lhe puxaram o tapete, mas ele, à semelhança de fênix, a ave mitológica, ressurgiu das cinzas, para deleite de seus ouvintes, admiradores e amigos. Paralelo a isso, contudo, o destemido radialista luta por uma cadeira na Câmara de Vereadores de Porto Velho, ao lado do também radialista Ibernon Nunes (Clube Cidade) e do jornalista Marcelo Reis (jornal Diário da Amazônia), dentre outros candidatos. A escolha de Armar não tem nada de vaidade pessoal, mas, sim, de uma pessoas que se preocupa com os destinos do município e o bem-estar da sua população. E qualidades morais, intelectuais e idealistas não lhe faltam. Espera-se que o povo saiba separar o joio do trigo, os políticos fichas sujas dos cidadãos de mãos limpas e os competentes dos néscios e bajuladores. Ao Arimar, sucesso nas duas empreitadas. São os sinceros votos do colunista.(Valdemir Caldas, do Rondonoticias/TudoRondônia).

CUT-DF contra Mendes


Fenacor treina Sincors

Começa nesta quarta-feira, na sede da Fenacor, o treinamento de funcionários dos Sincors que irão atuar no recadastramento dos corretores de seguros dos seus respectivos estados e regiões. A primeira turma, composta por 16 funcionários dos Sindicatos das Regiões Norte e Nordeste – conhecerão também o novo sistema que será utilizado no recadastramento e que foi desenvolvido pela área de informática da Federação. Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

ME vai antecipar Jirau

Ministério de Minas e Energia anunciou que pretende antecipar a assinatura da concessão da usina hidrelétrica de Jirau, no rio Madeira (RO). O acordo está previsto para dezembro, mas o ME quer assinar em agosto ou setembro. De acordo com o ministério, o recurso impetrado na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) pelo consórcio perdedor no leilão de venda de Jirau, formado por Furnas e Odebrecht, não impedirá que a usina seja construída no tempo previsto. As duas usinas terão capacidade instalada de 6.450 megawatts e serão fundamentais para garantir o abastecimento elétrico a partir de 2012. A Aneel julga o recurso na próxima terça (22).

sexta-feira, julho 18, 2008

Gari e Chin

O Congresso entra hoje em recesso, depois de um primeiro semestre medíocre, em termos de produção legislativa. Parlamentares enredaram-se em CPIs que não deram em nada, disputas entre governo e oposição por conta de dossiês produzidos na Casa Civil e tentativa frustrada (até agora) de recriação da CPMF. Mas é justo considerar positiva a atuação dos presidentes das duas casas. Realmente, Garibaldi e Chinaglia, são dois presidentes muito diferentes de seus antecessores. Diferentes para melhor. Nada mal!

Cassol assina convênio com a CEF

O governador Ivo Cassol recebeu na tarde desta quinta-feira, (17), em seu gabinete na residência oficial, o gerente de desenvolvimento urbano da CEF, Everson Cezar, para assinar convênio celebrado entre a CEF e o estado e que vai beneficiar as ações realizadas pela Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia- Caerd na capital. No ato, a Caixa Econômica repassou recurso no valor de R$ 9.888.600,00 para o governo do Estado que em contra-partida disponibilizou R$ 1.242.800,00 para serem aplicados nas ações de estruturação da gestão dos serviços de saneamento e melhorias para a gestão e desempenho técnico-operacional da instituição para o município de Porto Velho. Cassol, explicou a importância desse contrato que vai beneficiar diretamente a população dos bairros pobres da periferia de Porto Velho que hoje sofre com a falta de abastecimento de água potável em suas casas. Para ele é fundamental que as famílias da capital, assim como de todo o interior do estado, sejam assistidas com saneamento básico e água de qualidade que são primordiais para a saúde humana.

Ser ou não ser

As aparências enganam. Ou não? Nem Salvatore Cacciola é fugitivo, nem Daniel Dantas é banqueiro. É isso mesmo. Cacciola alega que saiu legalmente do Brasil, e não fugido, enquanto Dantas, formalmente, não tem uma única ação do Banco Opportunity.

Movimento surpreende Cassol

Surpreso. Foi assim que ficou o governador Ivo Cassol (sem partido) ao tomar conhecimento do movimento das esposas dos policiais e bombeiros militares, já que tinha firmado o compromisso de discutir com a categoria a questão salarial. A afirmação foi feita pelo próprio Cassol em mais uma rodada de entrevistas concedidas ontem. O governador atribuiu a políticos da oposição o fomento da manifestação. “Eles queriam desestabilizar a minha administração e no final quem mais perdeu foi o povo. Esses políticos que fazem qualquer coisa para se promover não respeitam os cidadãos que os elegeram”, afirmou. Cassol criticou ainda a atuação de alguns policiais militares que cometeram excessos durante o movimento e garantiu que eles serão punidos na forma da lei. “Eu respeito o bom profissional. Os maus eu não quero dentro da corporação”, sentenciou. De acordo com o governador, o reajuste para a categoria será realizado de forma gradativa para não inviabilizar o Estado. Ele explicou também que com a aprovação da transposição dos funcionários do antigo território para a esfera federal, pela Câmara dos Deputados, o governo terá condições de reajustar os salários, não só da PM, como de todo o funcionalismo público. “Se o Congresso aprovar esse projeto de lei, com a economia poderei aumentar os salários dos funcionários públicos”. Cassol também respondeu perguntas de ouvintes, esclareceu dúvidas a respeito da administração e falou sobre os projetos que estão sendo executados, além de confirmar o concurso público para militares, que contratará mais 650 profissionais, entre policias e bombeiros. Na última quarta-feira, Cassol tratou da assinatura de um convênio que será celebrado entre Rondônia e a CEF. O recurso será aplicado no desenvolvimento institucional e modernização da Caerd.

Contas "Favre"

Reportagem de Hugo Studart no site Jornalismo.com.br revela os números de duas contas secretas, no paraíso fiscal das Ilhas Cayman, que seriam controladas pelo argentino Felipse Belisario Wemus, vulgo "Luís Favre", marido da ex-ministra do Turismo Marta Suplicy. As contas citadas são do Trade Link Bank nas Ilhas Cayman e têm os números 60.356356086 e 60.356356199. A Polícia Federal e o Ministério Público de São Paulo suspeitam que ele seria o principal elo entre o PT e um esquema internacional de arrecadação de dinheiro a partir dos serviços de coleta de lixo nas capitais brasileiras. A Vega, multinacional francesa, seria o elo empresarial do esquema. Segundo a reportagem, "a PF suspeita que a Vega controle empreiteiras que ganham licitações superfaturadas para a coleta de lixo em grandes cidades. Em média, 10% de superfaturamento, sendo 5% para o caixa do PT. Esse dinheiro era todo repassado ao doleiro Toninho da Barcelona, que o depositava em contas em paraísos fiscais controladas por um tal Felipe Belisario Wermus".

Vera Mossa


quinta-feira, julho 17, 2008

Charge


Charge


Charge


Fenacor na TV

A Rede TV transmitirá hoje, a partir das 21h10min, durante o telejornal "Rede TV News", entrevista com o presidente em exercício da Fenacor, Sérgio Petzhold. Em pauta, os efeitos da Lei Seca no mercado de seguros.

Cassol concede entrevista

Após retornar de Brasília, onde esteve a ponto de pedir a intervenção federal, o governador Ivo Cassol concedeu nesta quarta-feira (16), entrevistas ao vivo a emissoras de televisão da capital, quando falou do fim do movimento deflagrado no último dia 08, pela Associação das Esposas e Familiares de Militares de Rondônia, que impediu os trabalhos da Polícia Militar e provocou uma onda de insegurança no estado.Cassol aproveitou as entrevistas para esclarecer a população que a polícia militar desde ontem, após o fim do movimento, já está trabalhando com todo o seu efetivo no estado de Rondônia. “A PM está 100% nos quatro cantos do estado”, falou. Ele esclareceu ainda que não é contra reivindicações de melhorias salariais, seja da policia militar, seja de qualquer outra, porém não pode concordar com a baderna e a desordem e que o acordo firmado entre o governo e as esposas de militares é apenas uma ratificação do compromisso já firmado anteriormente. “Não havia necessidade do movimento, já que eu já tinha me comprometido com a corporação de rever a situação da defasagem salarial”, afirmou. Cassol fez questão de afirmar que os policias que cometeram excessos durante a paralisação serão punidos na forma da lei e pediu a população denuncie. “Os policiais que aproveitaram a oportunidade, para promover baderna, desordem serão punidos. Eu respeito o bom profissional. Se você, telespectador souber que algum policial que cometeu excessos ligue no telefone 0800 6471016 e denuncie”, pediu. Ele também criticou a postura de alguns representantes políticos que aproveitaram o movimento para se promover e desabonar a figura do governador. Nesta quinta-feira, Cassol participa ao vivo de programa de TV, e em seguida, ao meio-dia, numa FM.

Lei Seca pode deixar seguro de carro mais barato

Em vigor desde o último dia de junho, a Lei Seca reuzirá não apenas o número acidentes nas estradas como trará um alívio para o bolso dos motoristas. Pela estimativa da Federação Nacional de Corretores de Seguros (Fenacor), a diminuição do número de sinistros pode baixar o preço do seguro de automóveis em até 10%. A redução deve aumentar em 15% o número de novos clientes nas seguradoras. Pelas contas da Fenacor, os valores devem começar a cair num prazo de seis meses. O número menor de acidentes resultará também em preços mais baixos nos seguros de vida e de acidentes pessoais. Além de seguros a preços mais acessíveis, dirigir sem beber previne outros prejuízos financeiros. Segundo corretores, nos contratos das seguradoras há cláusulas determinando o não-pagamento de cobertura, se o motorista e estiver bêbado.Consulte o seu corretor de seguros (69) 3222-0742 Ronseg, corretora de seguros.

MJ tem bolsa e PNH

O Ministério da Justiça informou que irá estender ao estado de Rondônia, os programas Bolsa Formação e o Plano Nacional de Habitação, destinados aos profissionais de segurança pública. No estado, 1085 policiais civis, militares, bombeiros, agentes penitenciários e peritos passarão a contar com um auxílio de R$ 400 para a formação. Esta ação faz parte do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), que visa a qualificação profissional e o incentivo financeiro aos policiais que receberem salário bruto abaixo de R$1.700. Para contar com os R$ 400, os profissionais terão que se inscrever em pelo menos um curso de capacitação promovido ou credenciado pela Rede Nacional de Altos Estudos (Renaesp), do Ministério da Justiça. O Plano Nacional de Habitação oferece aos profissionais da segurança, cartas de crédito para a compra de casas e apartamentos novos ou usados, terrenos e lotes urbanizados e imóveis na planta. Terão acesso a esse financiamento, profissionais que recebam até quatro salários mínimos mensais e que vivam em regiões onde possam ter a sua segurança ameaçada devido à profissão. O Plano de Habitação em conjunto com a bolsa formação é um resgate para o policial de baixa renda. “É uma correta articulação federativa entre a União e os estados para resgatar a questão da segurança pública, que é fundamental para o Estado e a democracia”. Esses programas serão de grande ajuda para o estado de Rondônia, que acaba de enfrentar uma crise depois da paralisação dos policiais militares. “Os policiais voltaram às ruas, porque prevaleceu o bom-senso, de que a população não pode ficar refém das reivindicações salariais. O Governo Federal reforça o interesse em ajudar o estado e, principalmente, os profissionais de segurança”.